Radio Calema
InicioMundo LusófonoPortugal"Nos momentos difíceis, Angola não virou as costas a Portugal" - António...

“Nos momentos difíceis, Angola não virou as costas a Portugal” – António Costa

O primeiro-ministro de Portugal chegou, esta segunda-feira, a Luanda e já esteve reunido com sete ministros angolanos e com o governador do Banco Nacional de Angola. Amanhã, o chefe do Governo português reúne com o presidente angolano, João Lourenço.

António Costa falou, ao final da tarde de ontem, aos jornalistas a partir de Angola, focando o seu discurso naquele que será o futuro, um “futuro conjunto que vale a pena ser construído em conjunto, porque Portugal necessita do investimento angolano, do mercado angolano” para o seu desenvolvimento.

Não esquecendo as polémicas que existiram, mais precisamente as críticas que Angola muitas vezes dirigiu a Portugal devido à Operação Fizz que tem Manuel Vicente, ex-vice-presidente angolano como um dos arguidos, António Costa afirmou que “como em todas as relações, a vida não é sempre linear”, mas sublinhou a “grande ponte” que existe entre os dois países e descreveu Angola como um “porto seguro”.

“As relações são testadas nos momentos difíceis e ao longo destes 10 anos passámos no teste. Em todos os momentos difíceis que vivemos Angola não nos virou as costas e nos momentos difíceis que Angola viveu nós não virámos as costas e isso dá-nos confiança para o que temos que fazer”, referiu o primeiro-ministro português.

António Costa, recorde-se, aterrou hoje em Luanda e a sua chegada, mais precisamente a indumentária escolhida, deu que falar, devido ao tom informal uma vez que foi recebido com honras de Estado. (Notícias ao Minuto)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.