Radio Calema
InicioAngolaPolíticaVice-presidente da República encoraja formação de Adecos

Vice-presidente da República encoraja formação de Adecos

O Vice-presidente da República, Bornito de Sousa, encorajou hoje (domingo) a formação de Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (ADECO), para dar respostas a vulnerabilidade social dos municípios do Cuito, Nharea, Andulo, Camacupa, Catabola e Cuemba, província do Bié.

A garantia foi dada à imprensa pelo assistente do Fundo de Apoio Social (FAS), no Bié, Vazoni Chivemba, que participou numa reunião dos agentes comunitários locais com o vice-presidente da República, que se encontra na província para presidir ao Dia do Fundador da Nação e do Herói Nacional (17 de Setembro).

De acordo com o responsável, estes seis municípios da província do Bié, dos nove que compõem a região, foram identificados como os que vivem uma crise social, nomeadamente, na vertente do saneamento básico, protecção ambiental, prevenção de endemias, com realce para a malária.

Prevê que, o projecto a ser implementado de forma piloto com a inclusão da figura do activista social, vai diminuir a vulnerabilidade, mediante a promoção da educação às comunidades e, sobretudo, no tratamento da malária simples.

A enfermeira e formadora Filomena Ndombe, também que participou do encontro com Bornito de Sousa, espera que se formem com urgência os Adecos, para ajudar na minimização das doenças negligenciadas nas comunidades (malária, febre tifóide, doenças diarreicas e respiratórias agudas, entre outras).

Uma das dificuldades que enfrenta no exercício da profissão é a falta de medicamentos, além do baixo nível de conhecimentos da educação sanitária, que faz as famílias levar ao hospital doentes em estado crítico ou terminal.

Encontro de concertação social

Num outro encontro, Bornito de Sousa reuniu-se com o conselho de auscultação e concertação sociaL, durante o qual o presidente do Conselho Provincial da Juventude (CPJ) do Bié, Jonatão Cassapi defendeu a criação de mais postos de emprego, redimensionamento dos programas de financiamento de micro créditos aos jovens, falta de escolas do II ciclo nas comunas e ajustamentos dos cursos de formação técnico-profissionais do INEFOP.

Por sua Vez, a representante da associação das mulheres biena, Inês Máquina, solicitou a reabilitação de estradas, assistência medicamentosa nas unidades sanitárias, enquanto, o presidente da UNACA, Mariano Sassoma lamentou haver funcionários que estão há 20 meses sem salários.

Já o presidente da comissão de pais desta parcela do territorio nacional, Inácio Ramos, quer que se diversifique a economia, aposta ao turismo, melhoria do ensino superior.

Enquanto isso, o regedor local, Afonso Vity, advogou o aumento de inputs agrícolas e acesso ao emprego dos jovens não formados na educação e saúde. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.