Radio Calema
InicioMundoÁfricaOposição na RDC trabalha para um candidato único

Oposição na RDC trabalha para um candidato único

Os principais líderes da oposição congolesa reuniram-se quarta-feira em Bruxelas com o objectivo de criar uma coligação eleitoral e indicar um candidato único a eleição presidencial de 23 de Dezembro de 2018.

O mesmo será escolhido na base de uma ideia que será apresentada sob a forma de o programa comum da oposição composta pelos partidos UDPS, de Félix Tshisekedi; UNC, de Vital Kamerhe; Ensemble, de Moïse Katumbi; MLC, de Jean Pierre Bemba; Nouvel Élan de Adolphe Muzito e RCD, de Antipas Mbusa Nyamwisi.

Recorde-se que nas eleições gerais de 2006 e de 2011, a oposição não conseguiu coligar-se.

Em 2006, a UDPS que boicotara as eleições negara apoiar o MLC de Jean Pierre Bemba, na segunda volta contra Joseph Kabila.

Em 2011, a UNC e a UDPS não conseguiram entender-se sobre um candidato comum, quando o modo do voto presidencial passará de duas para uma única volta.

Os seis líderes acima cobrem os principais espaços sociológicos da RDC. Se conseguirem juntar-se num programa eleitoral, a situação política congolesa correrá o rico de inverter a seu favor.

Dos seis líderes da oposição que participaram na reunião de Bruxelas, dois foram confirmados provisoriamente como candidatos a eleição presidencial: Vital Kamerhe e Félix Tshisekedi.

A maioria presidencial já preparou a sua máquina eleitoral, a Frente Comum para o Congo (FCC). (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.