Radio Calema
InicioAngolaPolíticaUruguai pretende aprofundar cooperação com Angola em vários domínios

Uruguai pretende aprofundar cooperação com Angola em vários domínios

O embaixador do Uruguai, Álvaro González Otero, reafirmou hoje (quarta-feira), em Luanda, a intenção de o seu país aprofundar o nível de cooperação bilateral com Angola, no âmbito das relações económicas e políticas existentes entre si.

Em entrevista à Angop, por ocasião do 193º aniversário da declaração da independência do Uruguai, que se celebra nesta quinta-feira (13), em Luanda, Álvaro Gonzalez Otéro adiantou que o aprofundamento destas relações consistirá na implementação e dinamização de diversos acordos anteriormente assinados, em vários domínios, entre ambos governos.

Álvaro González Otero anunciou para os próximos tempos a realização, em Luanda, da 1ª reunião mista de cooperação, de alto nível, que dará impulso às relações bilaterais, cuja agenda foi preparada durante a visita a Angola, em Junho último, do director geral de cooperação internacional de Uruguai.

Este evento, sublinhou, deverá dar resposta aos aspectos abordados na 1ª reunião de Setembro de 2016 em Montevidéu, cujas delegações de ambos os países foram encabeçadas, na altura, pelo ex-ministro das relações de Angola, George Rebelo Chicoty, e o ainda titular da mesma pasta uruguaia, Rodolfo Nin Rovoa.

Para sustentar a vontade deste reforço de cooperação bilateral, o embaixador anunciou que o presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, poderá visitar Angola, em data ainda não definida.

Por outro lado, apontou que a representação diplomática uruguaia em Angola contará, em breve, com o reforço de um conselheiro para participar dos projectos em curso em Angola.

Debruçando-se sobre as actuais reformas económicas em curso em Angola, Álvaro González Otero afirmou que o seu governo já foi informado da nova lei de investimento estrangeiro que, por sua vez, dará a conhecer aos diferentes investidores do seu país.

Reconheceu que as medidas constantes da nova lei angolana de investimento dá maior abertura e facilidades para os investidores estrangeiros operarem em Angola sem constrangimentos.

Angola e Uruguai cooperam nos domínios diplomático, político, económico, social, entre outros.

Mas este intercâmbio ainda é limitado, de acordo com o embaixador uruguaio, pela crise económica que afecta os dois países, entretanto superável pelas expectativas que rodeiam o futuro.

No primeiro semestre deste ano, as trocas comerciais entre os dois países foram favoráveis à Angola, com a venda de petróleo a Uruguai no valor de 100 milhões de dólares e a compra de produtos do país latino americano na ordem de cinco milhões de dólares.

Angola exporta petróleo para Uruguai e importa deste país carne, peixe, arroz, leite, queijo, entre outros produtos.

A cooperação entre os dois países circunscreve, entre outros sectores, nos sectores da Agricultura, da Investigação Agrícola e Agro-pecuária.

Em 2003 foi assinado um acordo geral de cooperação nos domínios económico, científico, técnico e cultural, o memorando de entendimento para estabelecimento de consultas políticas (2008), o acordo sobre a supressão de vistos em passaportes diplomáticos, oficiais e de serviço (2013), e o acordo para a formação de quadros entre a FESA e a universidade UDELAR do Uruguai, assinado em Maio deste ano.

As relações diplomáticas entre os dois países datam desde Março de 1987. Em Janeiro de 2015 foi aberta a embaixada do Uruguai em Angola, o terceiro em África, depois da África do Sul e do Egipto.

Álvaro González Otero é o primeiro diplomata deste país em Angola. Em Janeiro deste ano foi autorizada a abertura do consulado geral de Angola no pequeno país sul-americano.

Com uma população de 3,3 milhões, o Uruguai é limitado a norte pelo Rio Grande do Sul, República Federativa do Brasil, a leste pelo Oceano Atlântico, a sul pelo Rio da Prata e a oeste pela República Argentina. A sua capital é a cidade de Montevidéu.

O país é pioneiro na América do Sul na adopção de políticas sociais e o primeiro a criar um sistema de providência. Além de ter um elevado índice de desenvolvimento humano frente aos demais países da sua região, o Uruguai também é um modelo no sector de turismo e assistência aos idosos, que forma parte significativa da população. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.