Radio Calema
InicioDestaquesDecreto presidencial abre crédito de mais de 17,5 milhões de euros para...

Decreto presidencial abre crédito de mais de 17,5 milhões de euros para regularizar duodécimos de missões diplomáticas

O Governo aprovou a abertura de um crédito adicional de mais de 17,5 milhões de euros para regularizar duodécimos de missões diplomáticas, de acordo com um decreto a que a Lusa teve acesso, esta terça-feira.

Segundo o decreto presidencial n.º 206/18 de 5 de setembro, assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço, o crédito superior a 5.794 milhões de kwanzas (17,57 milhões de euros) será usado para a “regularização dos duodécimos das Missões Diplomáticas e Postos Consulares”.

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, confirmou, a 22 de janeiro, que o Governo angolano tinha em curso um processo de redimensionamento das missões diplomáticas e consulares, podendo levar ao encerramento de algumas devido à situação económica e financeira do país. Já num decreto presidencial de 24 de agosto, João Lourenço aprovara um projeto avaliado em 12 milhões de euros para a construção de uma cancelaria angolana na Alemanha.

Na segunda-feira, o chefe da Diplomacia angolana anunciou, em Luanda, o encerramento, até novembro, da embaixada junto da sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa, e o consulado em Faro (sul de Portugal), disse hoje, em Luanda, o chefe da diplomacia angolana. Segundo Manuel Augusto, o encerramento faz parte de uma lista de quatro missões diplomáticas e outros tantos consulados a encerrar.

O ministro das Relações Exteriores angolanos lembrou que Luanda, face a constrangimentos económicos provocados pela crise que o país enfrenta, vai encerrar entre outubro e novembro as embaixadas no México, Canadá e Grécia e os consulados em Faro, Durban (África do Sul), Frankfurt (Alemanha) e Califórnia (Estados Unidos). “Já estamos a movimentar as pessoas, pois isso tem a ver com a vida das pessoas, mas vamos fechar todo o processo até novembro”, disse o ministro, salientando que a missão diplomática acreditada na sede da CPLP passará a ser coberta pela missão diplomática angolana em Lisboa.

Quatro embaixadas e igual número de consulados serão encerradas em novembro do corrente ano, pela República de Angola, anunciou o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto. (Observador)

por Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.