Radio Calema
InicioCiências e TecnologiaGoogle acusada de retirar anúncios da oposição russa do YouTube

Google acusada de retirar anúncios da oposição russa do YouTube

Os representantes de Alexei Navalny consideram que se trata de “censura política”, mas a empresa alega que apenas respeitou as leis locais.

A Google retirou do YouTube anúncios do principal rival de Vladimir Putin, Alexei Navalny, antes das eleições regionais na Rússia, que realizaram-se em algumas regiões do país neste domingo. Nos anúncios de campanha, Navalny encorajava os russos a juntarem-se aos protestos que decorreram este fim-de-semana contra o aumento da idade de reforma.

Os representantes de Alexei Navalny consideram que esta ação da tecnológica é “censura política”, mas a Google defende-se e refere que apenas respeitou as leis locais, que proíbem campanha política 48 horas antes das urnas abrirem.

Cerca de 50 apoiantes de Navalny foram detidos ainda antes das marchas de protesto, que tiveram lugar em Moscovo e em São Petersburgo.

As propostas de aumento da idade de reforma forma anunciadas no início do ano. A idade de reforma dos homens deve subir dos 60 para os 65 anos e das mulheres deve passar dos 55 para os 63 anos.

As pensões revelam-se particularmente importantes para as famílias que vivem em meios rurais ou em cidades pequenas.

A iniciativa tem contribuído para uma quebra da popularidade de Putin, com as sondagens a mostrarem uma descida de 15%. (Notícias ao Minuto)

por Fábio Nunes

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.