Radio Calema
InicioMundo LusófonoGuiné-BissauJovens guineenses querem ter mais presença no parlamento

Jovens guineenses querem ter mais presença no parlamento

A Rede Nacional das Associações Juvenis da Guiné-Bissau (RENAJ) apelou hoje para que os jovens guineenses ocupem lugar no parlamento e disse que vai estar atenta às listas apresentadas pelos partidos políticos para as próximas legislativas.

“A RENAJ quer deixar bem claro que vai estar atenta às listas que serão entregues (ao Supremo Tribunal de Justiça pelos partido políticos) e, através delas, irá fazer uma análise para averiguar em cada partido como está representada a participação dos jovens que serão candidatos a deputado e ainda qual a probabilidade de serem eleitos”, refere, em comunicado divulgado à imprensa, a RENAJ.

Segundo a rede de jovens guineenses, a juventude do país está “mais preparada para discutir e emitir opiniões favoráveis para o desenvolvimento do país”.

“Quando se fala na nova dinâmica no espaço da tomada de decisão, quando se fala num espaço onde se pode debater ideias, sem querer pôr em causa os mais velhos e aqueles que trabalham para a Guiné-Bissau, a juventude está preparada hoje mais de que nunca, porque quer a nível académico e profissional os jovens são a esmagadora maioria e ainda têm a capacidade de discutir os problemas do país”, sublinha o comunicado.

A RENAJ apela também aos jovens militantes dos partidos políticos guineenses para estarem atentos e verem nas listas das suas formações partidárias qual será o nível de participação de jovens, salientando que não se pode falar de consolidação da democracia sem incluir a juventude, que representa a maior parte da população do país.

A Guiné-Bissau tem eleições legislativas marcadas para 18 de novembro. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.