Radio Calema
InicioEconomiaAcadémico aponta formação como fonte para dinamizar turismo

Académico aponta formação como fonte para dinamizar turismo

Uma maior aposta na formação técnica em hotelaria e turismo constituirá o principal motor do desenvolvimento do turismo em Angola, afirmou hoje o director pedagógico do complexo escolar Katyavala, Paulo Aires.

Em declarações à Angop, a propósito das jornadas alusivas ao 27 de Setembro, Dia Mundial do Turismo, Paulo Aires considerou a formação como um dos pilares fundamentais para dinamização do turismo em Angola.

“Mais investimento nos quadros angolanos, para o asseguramento do desenvolvimento da cadeia turística nacional e promoção de ofertas atractivas e sustentáveis, tendo em conta que o País vive agora um ambiente bom para fazer investimentos, principalmente com a aprovação da nova Lei de Investimento Privado, que cria bons incentivos, diminui a burocracia e dá garantias à recuperação e repatriamento dos lucros”, referiu o gestor.

Disse ser importante preparar os agentes que são os interlocutores para atender os turistas, pois é necessário que saibam atender o visitante com boa educação.

O académico falou da necessidade de apostar-se, cada vez mais, na formação de quadros, para que o País tenha pessoas capacitadas em dar resposta aos desafios ligados ao desenvolvimento do turismo.

Para o efeito, o académico entende ser necessário trabalhar mais na implantação de mais escolas, bem como a expansão das informações inerentes ao turismo, para que o sector do turismo seja uma área estratégica para acrescentar valor à economia angolana.

“O sector do turismo em Angola tem enfrentado várias dificuldades. A captação de mais investimentos e o estabelecimento de políticas capazes de atrair parcerias credíveis fazem parte das necessidades actuais, que podem ser minimizadas com a formação de quadros capacitados”, lembrou.

Entretanto, salientou que apesar das dificuldades, o turismo desempenhará um papel fundamental no desenvolvimento da economia angolana, por haver potencial suficiente para alavancar a indústria do turismo e arrecadar receitas, um desiderato a ser atingido com a participação do empresariado estrangeiro.

Apontou o turismo como um grande factor de desenvolvimento, daí a necessidade de apostar-se neste campo para diversificar a economia.

Frisou que o desenvolvimento do turismo necessita de investimentos para as infra-estruturas, formação e marketing com vista a realização de uma estratégia integrada de promoção do turismo.

No complexo escolar “Katyavala” é leccionado o curso técnico de turismo, mas carece de laboratórios.

O complexo escolar “Katyavala” forma técnicos de turismo há dois anos, e até final deste ano vai colocar no mercado de trabalho mais 54 técnicos médios formados, para responder à demanda do sector do turístico. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.