Radio Calema
InicioMinistériosMinistério da SaúdeSaúde abre concurso público com apelo à transparência

Saúde abre concurso público com apelo à transparência

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, pediu ontem, no município do Ambriz, província do Bengo, aos candidatos ao concurso público de admissão a não pagarem qualquer valor monetário antes e depois da inscrição.

Sílvia Lutucuta, que falava no acto de abertura das inscrições do concurso público nacional no sector da Saúde, realçou que ninguém deve pagar seja o que for em todo o processo de inscrição do concurso público. A ministra disse que o lançamento ontem do concurso público visa dar, de forma gradual, soluções à carência de recursos humanos no sector e melhorar a assistência médica e medicamentosa às populações.

Lembrou que o concurso público é de âmbito nacional, as admissões são feitas a nível dos municípios e os exames serão realizados no mesmo dia e hora nas 18 províncias do país, para garantir total transparência ao processo.

Indicou que as inscrições serão feitas via online, através do portal https//www.ingress minsa.com, para admissão e ingresso. Já as actualizações de carreira e promoção, são feitas nas unidades hospitalares, devendo para tal dar-se prioridade aos quadros que se encontram próximos ou em fase de reforma.

Reafirmou que as inscrições são gratuitas, ninguém deve pagar nada, tendo encorajado os técnicos a concorrerem em qualquer província ou município, aí onde melhor lhes convier. No actual formato, disse, é possível candidatar-se de qualquer parte do país onde haja Internet.

Para este concurso de ingresso, promoção e actualização de carreiras, no total estão disponíveis a nível nacional 7.667 vagas para o ingresso, promoções e actualizações de carreira, número que ainda não mitiga o défice de 29 mil médicos no país.

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, referiu que estão disponíveis 1.700 vagas resultantes de uma resolução da Assembleia Nacional, das quais 1.500 são para a admissão de médicos, 100 para enfermeiros licenciados e outras 100 para técnicos de diagnóstico e terapêuticas licenciados.

Para o fundo salarial resultante do sector a nível nacional, existem 1.332 vagas de ingresso, 2.999 vagas para a promoção e 1.636 vagas para actualização, perfazendo o total de 7.667 vagas.

O concurso vai até ao dia um de Outubro do corrente ano económico. Cada candidato deve, após a inscrição, fazer chegar à administração municipal a ficha de inscrição, fotocópia do Bilhete de Identidade, número da Ordem dos Médicos ou Enfermeiros e um requerimento, para que seja validado o registo.

A governadora provincial do Bengo, Mara Quiosa, manifestou-se satisfeita, pois à semelhança de outras províncias, o Bengo também tem uma gritante carência de quadros no sector da Saúde.

“O Executivo está a prestar atenção ao perfil dos técnicos e quadros da Saúde, porque nada vale termos grandes infra-estruturas sanitárias se não tivermos bons quadros”, disse.

À margem da abertura formal das inscrições, a ministra da Saúde procedeu à entrega de uma ambulância ao hospital da vila piscatória do Ambriz. (Jornal de Angola)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.