Radio Calema
InicioMundoÁfricaPartido de Bemba ameaça boicotar o processo eleitoral

Partido de Bemba ameaça boicotar o processo eleitoral

O Movimento de Libertação do Congo (MLC), partido de Jean-Pierre Bemba Gombo, denunciou terça-feira, em comunicado, a instrumentalização da CENI e da Justiça pelo governo, e ameaçou boicotar o processo eleitoral.

“O MLC e aliados vão avaliar o processo eleitoral em curso, para determinar se participarão ou não”, disse a secretária-geral do MLC, Eva Bazaiba, antes de anunciar a criação, rápida, de um Comité de crise.

A reacção do MLC surgiu 24 horas depois da invalidação definitiva da candidatura a eleição presidencial do seu líder, Jean-Pierre Bemba Gomgo, pelo tribunal constitucional.

Entrevistado terça-feira pela RFI, sobre o seu afastamento, Jean-Pierre Bemba respondeu que no dia 23 de Dezembro assistir-se-á a uma paródia de eleições, porque o regime escolheu os seus opositores.

Paralelamente, o partido da oposição União para a Nação (UNC), presidido pelo antigo presidente da Assembleia Nacional, Vital Kamehere, denunciou as invalidações definitivas das candidaturas de Jean-Pierre Bemba e Adolphe Muzito à presidencia de Dezembro proximo, pelo tribunal constitucional.

“ O que se pode dizer é que aqueles acórdãos obedeceram ao esquema da Maioria presidencial, que se tornou FCC, e foram premeditados para privar Jean-Pierre Bemba e Adolphe Muzito do seu direito de elegibilidade, afim de dividir a oposição”, declarou terça-feira o secretário-geral daquela formação política, Jean-Baudouin Mayo.

Com as invalidações de Bemba e Muzito da corrida presidencial, faltam ainda a UDPS de Félix Tshisekedi, a UNC de Vital Kamerhe e o Ecidé de Martin Fayulu. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.