Radio Calema
InicioMundoEuropaAl Qaeda tenta ganhar terreno diante de recuo do Estado Islâmico, diz...

Al Qaeda tenta ganhar terreno diante de recuo do Estado Islâmico, diz NATO

A Al Qaeda está tentando recuperar sua primazia sobre a militância internacional à medida que o Estado Islâmico perde terreno, disse uma autoridade de alto escalão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) nesta terça-feira, vendo a possibilidade de um risco maior para o Ocidente na rivalidade entre os grupos.

Mas Arndt von Loringhoven, secretário-geral assistente de inteligência e segurança da entidade, disse que o Estado Islâmico preservou alguma força em suas fileiras apesar das derrotas em combate, inclusive novos recrutas entre mulheres e crianças.

“O enfraquecimento do ISIS-Daesh forneceu à Al Qaeda uma oportunidade de tentar reconquistar seu status anterior”, disse Von Loringhoven em uma conferência de segurança sediada pela faculdade IDC Herzliya de Israel, usando um termo para designar o Estado Islâmico.

“Enquanto o ISIL-Daesh ocupou a atenção do mundo durante os últimos quatro-cinco anos, a Al Qaeda reconstruiu discretamente suas redes e recursos globais”, afirmou, citando atividades na Caxemira, Afeganistão, Síria, Iêmen, Somália e norte da África.

“Muito como o ISIL-Daesh, o objectivo estratégico da Al Qaeda é reconquistar a liderança de militantes e extremistas de mentalidade semelhante. A competição por legitimidade, filiados e recrutas entre os dois grandes grupos extremistas globais aumenta a ameaça terrorista em potencial à NATO e nossos parceiros”.

A Al Qaeda realizou os ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, desencadeando guerras lideradas por Washington no Afeganistão e no Iraque. Forças norte-americanas mataram o líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, em um esconderijo no Paquistão em 2011. Pouco depois o Estado Islâmico, que se guia por uma forma extremista semelhante de islamismo sunita, emergiu. (Reuters)

por Dan Williams

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.