Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Moxico: Traumatismo Crânio Encefálico vitima agente da PN – revela SIC

O agente da Polícia de Guarda Fronteira, identificado por, Ermirio Jamba Calima falecido no dia 08 do mês em curso, nas cadeias do Serviço de Investigação Criminal (SIC) do Moxico, foi vítima de traumatismo crânio encefálico, revelou hoje, terça – feira, no Luena, a direcção daquele órgão.

A revelação foi feita pelo chefe do departamento de crimes do SIC, superintendente Mário Vicente, numa conferência de imprensa, esclarecendo que “a morte derivou da queda livre, por ter se pendurado no gradeamento de uma das janelas da cela, onde caiu, acabando por embater intensamente com o crânio no chão”.

“Em decorrência da manifestação de outros detidos, houve a pronta intervenção do corpo de serviço de guarda, que rapidamente o socorreram para o hospital Geral do Moxico (HGM), concretamente no banco de urgência, onde acabou por parecer, devido a gravidade do ferimento e levado de seguida para a morgue do referido hospital”, referiu.

Explicou que a causa da morte foi apurada, após a realização da autópsia do cadáver como medida cautelar, por uma equipa de médicos legistas e respectivos técnicos provenientes de Luanda e presenciada por dois médicos em representação da família.

Contacta pela Angop, a propósito, a família da vítima, cujos restos mortais ainda encontram – se na morgue do HGM, vai reunir – se após ter o acesso do resultado da autópsia para analisar a sua veracidade, depois tomar uma decisão definitiva.

Os familiares haviam denunciado às redes sociais que alguns efectivos do Serviço de Investigação Criminal (SIC) são suspeitas de estarem envolvidos no crime.

Ermirio Jamba Calima foi encontrado morto, quarta – feira passada (8), com sinais de agressão física, na morgue do Hospital Geral do Moxico (HGM).

A Angop havia se dirigido ao Banco do Hospital Geral do Moxico, tendo apurado que entre as ocorrências da referida semana, o nome do cidadão em causa, não constava dos seus registos de ter falecido no interior da unidade sanitária. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »