Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Força Aérea forma técnicos em prevenção epidemiológica

Sessenta e nove técnicos dos serviços de medicina preventiva da Direcção de Saúde da Força Aérea Nacional terminaram hoje (terça-feira), em Luanda, uma acção formativa em matéria de prevenção e resposta rápida à doença por vírus do Ébola e Cólera.

A acção promovida pelo Ministério da Saúde, através da Direcção Nacional de Saúde Pública, forneceu aos participantes conhecimentos e capacitação técnica para preservar a saúde pública e segurança, em caso de um surto de Ébola ou Cólera em Angola.

Os formandos optimizaram ainda os conhecimentos de monitorização e gestão adequada de dados, investigação de casos suspeitos de Ébola para confirmação de surto, implementação de medidas correctas de prevenção e controlo da infecção em todas as circunstâncias, bem como realização com segurança de exames de sangue em casos suspeitos.

Ainda neste contexto, os formandos foram também munidos de noções específicas sobre pesquisa e seguimento dos contactos, informar, educar comunicar e mobilizar as comunidades criando um diálogo mais aberto e eficiente para melhor prevenção.

Para a chefe da repartição de medicina preventiva da Direcção de Saúde da Força Aérea Nacional, Maria Neto, durante os dois dias os formandos foram submetidos a sessões teóricas e práticas em matéria de prevenção e actuação em caso de epidemia por doença do vírus de Ébola e Cólera.

Já o epidemiologista do Instituto Nacional de Investigação e Saúde da Direcção Nacional de Saúde Pública, Joltin Quivinja, considerou a acção formativa de positiva, avançando que os formandos serão enquadrados nas equipas de resposta rápida.

No tocante aos materiais de apoio as equipas, o também chefe do departamento de vigilância laboratorial, fez saber que os materiais de apoio as equipas já estão a ser entregues em algumas província e de forma faseada deverão chegar a outras.

Ao encerrar o evento, o chefe adjunto dos serviços de saúde da Força Aérea Nacional, coronel Alberto Bonga, pediu maior empenho e dedicação dos técnicos formados no sentido de evitar que a doença por vírus do Ébola possa se propagar a nível do território angolano, uma vez que a região norte faz fronteira com o país onde o vírus está activo.

De recordar que durante o encerramento do Seminário de Formação de Formadores de Equipas de Resposta Rápida da Epidemia da Doença do vírus Ébola, o secretário de Estado para Área de Saúde Pública, José Viera Dias Cunha, referiu que a presença de casos de Ébola na RDC que mantém relações comerciais e migratório contínuos no norte e leste do país, constitui motivo de preocupação para o Ministério da Saúde e o Executivo angolano.

Por este facto, estão a ser desenvolvidas campanha de formação dos agentes da saúde pública no sentido de dar resposta a qualquer situação epidemiológica. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »