Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Militantes da FNLA querem expulsar Ngonda

Dezenas de militantes da FNLA (Frente Nacional para a Libertação de Angola) marcharam sábado pelas ruas de Luanda, pedindo a renúncia do líder do partido, Lucas Ngonda.

A manifestação que exigiu a renúncia do único deputado da FNLA saído das últimas eleições gerais de 2017 foi feita por militantes opositores de Lucas Ngonda que percorreram as ruas da capital angolana com cartazes e gritos de ordem a favor da renúncia do deputado.

Os manifestantes partiram do Largo do Soweto até à travessa António Manuel de Noronha, na Vila Alice, onde está a sede da presidência do partido.

Os militantes encontraram a sede da direcção do partido fechada. O presidente da FNLA não apareceu no local para
dialogar tal como esperavam os militantes. A marcha contou com a participação de militantes oriundos de vários pontos do país.

Os militantes da FNLA acusam Lucas Ngonda de rejeitar a unidade do partido, levando o partido histórico à beira da extinção. Lucas Ngonda é acusado pelos militantes de má gestão dos fundos do partido.

Nas primeiras eleições gerais de 1992, com o presidente Holden Roberto, a FNLA conseguiu eleger cinco deputados à Assembleia Nacional. Em 2008, sob a presidência de Lucas Ngonda, o partido teve três deputados. Nas eleições de 2012, o partido elegeu dois deputados e, em 2017, o único deputado é o próprio Lucas Ngonda.

Com Ngonda fora da presidência, os manifestantes pretendem criar uma comissão de gestão que vai preparar um congresso para eleger um novo líder. Os militantes pretendiam realizar uma vigília, inviabilizada pelas autoridades.

Em Junho, um grupo do comité central organizou um congresso que elegeu Pedro Gomes como o novo líder. Ngonda também realizou um congresso, que expulsou alguns membros, entre os quais Pedro Gomes e Ndonda Nzinga. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »