Smiley face

May pode enfrentar dificuldade com acordo do Brexit, alertam parlamentares conservadores

0 21

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, pode enfrentar problemas para conseguir a aprovação de seu acordo do Brexit pelo Parlamento britânico dentro do prazo, a menos que altere propostas, disse o líder de um influente grupo de parlamentares pró-Brexit em uma entrevista publicada neste domingo.

Jacob Rees-Mogg, líder do Grupo de Pesquisa Europeia, uma facção dentro do Partido Conservador de May, se opõe fortemente ao plano do governo para o Brexit e é favorável a um rompimento com o bloco em 29 de Março do próximo ano.

“Se ela insistir com o plano, ela vai descobrir que tem um bloco de votos contrário ao dela no Parlamento”, disse Rees-Mogg ao jornal The Sunday, descrevendo a proposta do governo como uma “entrega” à União Europeia.

“Claro que os eurocéticos no Parlamento não são maioria em todos os assuntos, mas nós inevitavelmente teremos maioria em alguns deles e isso tornará a legislação extraordinariamente difícil se for baseada no plano do governo.”

O plano do governo manteria o Reino Unido em uma zona de livre comércio com a UE para bem manufacturados e agrícolas. Mas alguns apoiadores do Brexit têm dito que isso significaria que a economia britânica ainda estaria sujeita às regras determinadas em Bruxelas.

Londres e Bruxelas dizem que querem chegar a um acordo de ruptura no Conselho da UE de 18 de Outubro, mas diplomatas acreditam que a data é muito optimista. Se May não conseguir um acerto até Outubro, um acordo poderia ser alcançado no conselho da UE em 13 e 14 de Dezembro.

Rees-Mogg disse que deixar para Dezembro seria “muito arriscado”, reportou o jornal, uma vez que isso deixaria apenas três meses para obter a aprovação do Parlamento britânico ao acordo.

Isso significa que o governo “precisa vir com um acordo que os pró Brexit gostem porque do contrário eles podem descobrir que é muito mais difícil avançar no Parlamento do que eles pensam”, disse, segundo a publicação.

O Parlamento terá dois votos: um sobre o acordo do Brexit e um sobre o acordo de retirada e implementação.

May está apostando que o receio de um cenário “sem acordo” levará parlamentares conservadores e trabalhistas a apoiar o acordo, mas os números são apertados.

O ministro britânico do Brexit Dominic Raab vai viajar para Bruxelas terça-feria em uma tentativa de acelerar o ritmo das negociações com o negociador-chefe da UE Michel Barnier, mas o governo também está acelerando o planeamento para um Brexit sem acordo. (Reuters)

por Kylie MacLellan

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »