Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Novo orçamento de defesa dos EUA poderia causar guerra no Estreito de Taiwan?

O Ministério das Relações Exteriores chinês expressou descontentamento com a aprovação do orçamento militar dos EUA para 2019, que contém um contexto negativo em relação à China. Além de medidas de restrição da actividade das empresas chinesas, o documento prevê a intensificação da colaboração dos EUA com Taiwan na área de defesa e segurança.

Além do apoio simbólico à administração de Taiwan, o documento prevê uma colaboração mais estreita na área de defesa. Os EUA pretendem promover a modernização da base tecnológica do exército da ilha. Além disso, a lei sobre o orçamento possibilita a realização de manobras conjuntas, bem como contactos oficiais entre militares dos dois lados. Importa ressaltar que a aprovação do orçamento coincidiu com a visita da presidente taiwanesa, Tsai Ing-wen, aos EUA.

Discursando na Biblioteca Presidencial de Ronald Reagan, Tsai Ing-wen recordou as palavras ditas pelo presidente norte-americano sobre que se pode abordar quaisquer perguntas, mas não se pode se comprometer com questões de nossa liberdade e nosso futuro. De acordo com ela, este posicionamento coincidente com a postura dos moradores de Taiwan. Além do mais, a presidente apreciou muito as “seis garantias a Taiwan” de Reagan que preveem inclusive que os EUA não consultem a China continental antes de decidirem vender armas à ilha.

E daí surge uma questão, se a aprovação do orçamento representa ou não a violação de acordos entre Donald Trump e Xi Jinping, já que o problema em torno da ilha foi abordado pelas duas partes repetidamente. Trump assegurou que a política de Uma China não vai mudar. Será que Taiwan está se convertendo em um campo de confronto entre a China e aos EUA? A Sputnik China entrevistou um analista chinês, assistente do Centro de Segurança Regional da Academia de Ciências Sociais da China, Yang Danzhi.

“A lei prevê a realização de manobras conjuntas entre os EUA e Taiwan e a intensificação das trocas entre funcionários públicos dos EUA e de Taiwan, aproximando-se da ‘linha vermelha’ nas relações sino-americanas”, explicou.

O analista ressaltou que, embora antigamente existisse o Ato para Relações com Taiwan, todas as administrações americanas anteriores não chegaram tão longe na questão taiwanesa, o que envia aos apoiadores da independência taiwanesa um sinal errado.

“Caso as forças separatistas continuem se expandindo, será difícil controlar a situação em Taiwan”, apontou Yang Danzhi, não descartando até mesmo a possibilidade de guerra no Estreito de Taiwan. De acordo com ele, “os EUA começaram a recorrer ao ‘cartão taiwanês’ cada vez mais frequentemente, tentando, assim, conter a China. A administração do Partido Democrático Progressista de Taiwan, por sua vez, espera tirar proveito da interferência dos EUA e de seu apoio em vários campos para reforçar suas posições no que se refere ao comércio com a China continental”, explicou.

O especialista enfatizou que a formação da “ligação estratégica” entre Taiwan e os EUA vem à tona, o que está ocorrendo em meio às tentativas de contenção estratégica da China. Contudo, segundo Yang Danzhi, os EUA possuem várias limitações que podem vir a impedir seus planos.

“Embora as forças dos EUA sejam grandes, caso a questão taiwanesa ou qualquer outro problema regional na Ásia leve a um grave conflito militar com a China, isso vai contrariar os interesse dos EUA. Depois de assumir o cargo, Donald Trump aposta cada vez mais no ‘cartão taiwanês’, e gradualmente dá passos estratégicos nesta direcção. Por um lado, a China deve permanecer atenta, por outro, se preparar para um confronto. Em questões-chave da soberania e da integridade territorial não pode haver compromissos ou concessões, mas, dá para lutar de um jeito ainda mais profissional”, ressaltou o analista. (Sputnik)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »