- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ministérios Ministério da Família e Promoção da Mulher Discriminação e violência condicionam afirmação dos direitos da mulher angolana - ministra

Discriminação e violência condicionam afirmação dos direitos da mulher angolana – ministra

A ministra da Ação Social, Família e Promoção da Mulher de Angola, Vitória da Conceição, considerou hoje a “discriminação e a violência” como “algumas lacunas” que limitam as oportunidades das mulheres na afirmação dos seus direitos fundamentais.

Discursando na cerimónia de abertura da Campanha de Sensibilização Comunitária sobre Igualdade de Género e Participação, a governante assinalou que, apesar de alguns progressos alcançados no domínio da educação, trabalho e representação política, tais lacunas “persistem”.

A Campanha de Sensibilização Comunitária sobre Igualdade de Género e Participação é uma promoção do Instituto de Ciências Religiosas de Angola (ICRA).

Vitória da Conceição aproveitou o momento para apelar à contribuição das entidades religiosas, que “ensinam a virtude e catalisam a ação moral”, na prevenção e combate dos “vários fenómenos que grassam na sociedade” angolana.

“São desafios que o Estado angolano tem e que, para tal, conta com a participação dos seus parceiros ativos, com a sociedade organizada, com iniciativas e projetos que possam ajudar a inverter ou a melhorar o quadro atual”, sustentou.

De acordo com a governante, a iniciativa do ICRA vai contribuir para a sensibilização da população na propagação de ações que promovam comunidades “cada vez mais igualitárias em matéria de género”.

“O objetivo é a construção de uma sociedade mais democrática”, enfatizou.

Para a ministra da Ação Social, Família e Promoção da Mulher, as mulheres e os homens angolanos precisam de trabalhar juntos para acabar com a discriminação e a violência baseada no género. (Diário de Notícias)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.