Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Estudo alerta sobre os riscos da prevalência de gravidezes na adolescência em Moçambique

Casamentos precoces e o baixo nível de escolaridade, são alguns dos principais factores

Um estudo do Centro de Pesquisa em População e Saúde revela que o país tem uma prevalência de gravidez e maternidade na adolescência bastante elevada, situando-se em 46 por cento, o que acaba influenciando, negativamente, a estrutura etária da população.

Os casamentos precoces e o baixo nível de escolaridade, são alguns dos principais factores que contribuem para esta situação, que tem também graves implicações na economia.

De acordo com o estudo, muitas das gravidezes são indesejadas e expõem as adolescentes ao risco de morte e de adquirirem sequelas que podem comprometer a sua saúde por toda a vida.

Boaventuda Manuel Cau, colaborador do Centro de Pesquisa em População e Saúde, diz que vários factores concorrem para esta elevada prevalência de gravidez e maternidade, entre os quais a fraca educação e a falta de autonomia das adolescentes.

O académico diz ser necessário desenvolver esforços no sentido de mudar a estrutura etária da população moçambicana, constituída maioritariamente por jovens, para diminuir o elevado número de pessoas dependentes dos poucos indivíduos que trabalham.

Nesse aspecto, Boaventura Cau defende uma maior aposta na sensibilização das populações sobre a necessidade do planeamento familiar. (Voa)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »