Smiley face

Mais de trinta bebés nascem de mães seropositivas em Malanje

0 43

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Trinta e oito bebés nasceram de mães seropositivas, através da técnica de corte de transmissão vertical do HIV/SIDA, durante o primeiro semestre deste ano, no Hospital Provincial de Malanje, onde registou-se mais um caso em relação ao igual período anterior.

A informação foi prestada segunda-feira à Angop, na cidade de Malanje, pela chefe de Enfermagem em exercício do referido hospital, Branca Vale, tendo frisado que dos 38 bebés, um morreu e quatro nasceram de partos de cesarianas (igual número em relação ao período anterior).

Realçou que não houve nenhuma morte materna.

Após os partos, explicou, os bebés recebem doses de prevenção e foram encaminhados para o centro de atendimento e testagem voluntária, no Hospital Regional de Malanje, onde serão acompanhadas até aos 18 meses de idade, para posteriormente serem testados para aferir o seu estado serológico.

Salientou que parte destas crianças nasceu com o vírus do SIDA, porque as mães não cumpriram com o tratamento adequado para mulheres grávidas seropositivas e muita delas, após o diagnóstico, pararam de frequentar a unidade hospitalar.

Disse ser fundamental que a mulher seropositiva seja acompanhada clinicamente durante a gravidez, de modo a evitar a transmissão do vírus ao recém-nascido no acto do parto.

Alertou às mães que a ignorância da assistência médica e medicamentosa tem provocado a morte de crianças após os cinco anos de idade, devido a sua fraca imunidade biológica, esclarecendo que tal facto pode ser acautelado com a terapia anti-retroviral. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »