Portal de Angola
Informação ao minuto

Agente do FBI que criticou Trump em mensagens de texto é demitido

Foto de arquivo de Peter Strzok durante audiência no Congresso dos EUA 12/07/2018 REUTERS/Joshua Roberts (reuters)

Peter Strzok, um agente do FBI que se tornou alvo de críticas de republicanos por enviar mensagens de texto de viés político que depreciam o presidente norte-americano, Donald Trump, foi demitido pela agência na noite de sexta-feira, disse seu advogado nesta segunda-feira.

Strzok é o terceiro funcionário de alto escalão da Polícia Federal dos Estados Unidos a ser dispensado pelo governo Trump.

Aitan Goelman, advogado de Strzok, disse em um comunicado que o vice-director do FBI, David Bowdich, tomou a decisão de despedir seu cliente.

A decisão, acrescentou Goelman, se choca com uma recomendação do Escritório de Responsabilidade Profissional da agência, que pediu que Strzok fosse suspenso por 60 dias e afastado de suas responsabilidades de supervisão.

“A decisão de demitir o agente especial Strzok é não só o rompimento de uma prática típica da agência, mas também contradiz o depoimento do director Wray ao Congresso e suas garantias de que o FBI pretendia seguir seu processo habitual nesta e em todas as questões de funcionários”, afirmou Goelman.

O advogado disse que a demissão de seu cliente teve motivação política e que suas mensagens de texto representaram manifestações políticas protegidas pela Primeira Emenda.

No início deste ano o secretário de Justiça, Jeff Sessions, demitiu o então vice-director do FBI, Andrew McCabe, na esteira de um relatório contundente da agência reguladora interna do Departamento de Justiça que concluiu que ele vazou informações para repórteres e iludiu investigadores a respeito de suas acções. (Reuters)

por Sarah N. Lynch

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »