Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Novo surto de Ébola na República Democrática do Congo com 22 casos confirmados

O novo surto de Ébola no noroeste da República Democrática do Congo (RDC) soma já 22 casos confirmados, segundo os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde do país.

O novo surto de Ébola no noroeste da República Democrática do Congo (RDC) soma já 22 casos confirmados, segundo os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde do país.

A informação, que resume a situação do Ébola nas províncias de Kivu Norte e Ituri, está actualizada até 10 de Agosto e indica 27 mortes por suspeita de Ébola, embora ainda não estejam confirmadas laboratorialmente.

No total, há 22 casos confirmados de contágio, 27 prováveis e outros 53 estão a ser investigados.

Este surto foi declarado a 01 de Agosto, oito dias depois de o ministro da saúde, Oly Ilinga, proclamar o fim de outro na província de Equador, no noroeste do país.

As autoridades confirmaram que esta nova epidemia é da estirpe Zaire — a mais mortal — e que, por enquanto, não tem relação com a anterior.

O Ministério da Saúde da RDC começou na quarta-feira uma campanha de vacinação em Kivu Norte, a região mais afectada, com um tratamento experimental.

Este sábado, o director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesu, visitou a zona para avaliar a situação.

“Visitei Beni e Malinga, recentes epicentro do surto de Ébola na RDC. O conflito activo na área é uma barreira para controlar o Ébola. Peço a todos os actores envolvidos que permitam o acesso seguro de todos os trabalhadores que dão assistência às populações afectadas e salvam vidas. O Ébola é um perigo para todos”, escreveu o director-geral da OMS na sua conta de Twitter, após a visita.

A doença transmite-se por contacto directo com o sangue e fluidos corporais de pessoas ou animais infectados, causa hemorragias graves e alcança uma taxa de mortalidade de 90%. (Observador)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »