Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Parlamento moçambicano lamenta falta de meios na luta contra crimes ambientais

O Estado moçambicano precisa de mobilizar mais recursos humanos e materiais para o combate aos crimes ambientais, nomeadamente a caça furtiva e a pesca ilegal, considera a Comissão de Agricultura, Economia e Ambiente da Assembleia da República de Moçambique.

“A falta de meios técnicos, científicos e humanos condiciona o controlo e gestão dos nossos recursos naturais”, disse hoje em Maputo o presidente da comissão, Francisco Mucanheia.

Mucanheia deu o panorama sobre o combate aos crimes ambientais em Moçambique, quando falava perante uma delegação da Fundação Internacional para a Conservação da Biodiversidade.

Francisco Mucanheia apontou a caça furtiva e a pesca ilegal como grandes desafios que impõem o apetrechamento das instituições do Estado.

“O grande desafio que nós temos é mesmo a proteção dos nossos recursos face à apetência dos caçadores furtivos e à pesca ilegal”, frisou.

O país, prosseguiu, conta com uma abundante fauna e flora e uma longa costa.

Francisco Mucanheia assinalou que, ao nível legislativo, o país deu importantes passos para a adoção de leis de combate aos crimes ambientais, incluindo a criminalização de delitos que anteriormente eram apenas passíveis de sanções civis.

A diretora de Programas da Fundação Internacional para a Conservação da Biodiversidade, Carolyn Weis, congratulou-se com o facto de o país ter aprovado leis mais eficazes contra os crimes ambientais, salientando a necessidade de colaboração internacional contra este tipo de infrações.

“Esta é uma área que tem alguns desafios, mas o parlamento tem-se posicionado para a melhoria da capacidade de combate aos crimes ambientais”, declarou Carloyn Weis. (Diário de Notícias)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »