Portal de Angola
Informação ao minuto

“Mais rápido do que uma bala”, Clark Kent bateu o recorde mais antigo de Michael Phelps, em vigor há 23 anos

(DR)

O jovem nadador de apenas dez anos vestiu o papel de herói principal e percorreu os 100 metros mariposa em 1:09.38 minutos, descendo o tempo de Phelps em mais de um segundo.

Não é todos os dias que Michael Phelps vê uma marca sua ser ultrapassada. Ao longo da carreira, o atleta mais medalhado de sempre bateu 37 recordes, com a saga a iniciar-se em 1995, quando conseguiu o tempo de 1:10.48 nos 100 metros mariposa, com apenas dez anos. O recorde de Phelps durou 23 anos, até esta semana: Clark Kent vestiu o papel de Super Homem e foi mais rápido do que o atleta olímpico, baixando o recorde da categoria em mais de um segundo.

Também com dez anos, Clark Kent Apuada, americano de origem filipina, é atleta da Monterey County Aquatic Team e competiu no Far West Invitational Championship, na Califórnia, um dos torneios de formação mais concorridos dos Estados Unidos da América. Aí, o jovem baptizado com o nome do fictício Supero Homem virou herói e, “mais rápido do que uma bala”, percorreu os 100 metros mariposa em apenas 1:09.38 minutos e quebrou um recorde imbatível desde 1995.

Na prova que decorreu em terras californianas, Clark Kent participou em mais seis provas para além da já referida. Resultado: sete medalhas de ouro. O pequeno Super Homem conseguiu superar os seus recordes pessoais em todas as provas, excepção feita aos 50 metros peito, a única onde não melhorou o registo. Perante estes resultados, Clark Kent foi o grande vencedor da competição com 63 pontos somados em todas as categorias.

Se bater um recorde detido durante mais de duas décadas pelo atleta mais medalhado de sempre já é motivo de destaque, mais surpreendente se torna o feito do jovem nadador se percebermos que este se iniciou nas aulas de natação aos três anos, mas que competiu pela primeira vez há menos de quatro. “Este é um miúdo completamente diferente de todos os que já treinei. Está sempre a destacar-se”, afirmou a treinadora Dia Riana, em declarações à CNN.

Mas, se pensa que os poderes deste Super Homem se esgotam dentro de água, desengane-se. “Ele toca piano, pratica artes marciais e, na escola, nas aulas de informática, sabe tudo sobre sistemas e codificação”, explicou o pai do jovem prodígio, que parece decidido a seguir com a lista de tarefas, enquanto se divertir. “Lido bem com isso, é tudo uma questão de equilíbrio. Adoro nadar porque tenho gente à minha volta que me apoia, desde os treinadores aos meus pais”, confessou Clark Kent, apontando ao futuro: “Sonhar em grande, não tirar o pensamento dos meus objectivos e divertir-me”.

Para quem quer sonhar em grande, começar por quebrar um recorde de Phelps é um bom prenúncio. Aos 33 anos, o americano é o mais medalhado de sempre, com 28 medalhas olímpicas (23 de ouro, três de prata e duas de bronze). Se Clark Kent se aproximará do registo de Phelps, só o futuro o dirá. Por agora, resta ao Super Homem trabalhar e sonhar. (Observador)

por Fábio Ferreira Lima

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »