Smiley face

“Mais rápido do que uma bala”, Clark Kent bateu o recorde mais antigo de Michael Phelps, em vigor há 23 anos

0 51

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O jovem nadador de apenas dez anos vestiu o papel de herói principal e percorreu os 100 metros mariposa em 1:09.38 minutos, descendo o tempo de Phelps em mais de um segundo.

Não é todos os dias que Michael Phelps vê uma marca sua ser ultrapassada. Ao longo da carreira, o atleta mais medalhado de sempre bateu 37 recordes, com a saga a iniciar-se em 1995, quando conseguiu o tempo de 1:10.48 nos 100 metros mariposa, com apenas dez anos. O recorde de Phelps durou 23 anos, até esta semana: Clark Kent vestiu o papel de Super Homem e foi mais rápido do que o atleta olímpico, baixando o recorde da categoria em mais de um segundo.

Também com dez anos, Clark Kent Apuada, americano de origem filipina, é atleta da Monterey County Aquatic Team e competiu no Far West Invitational Championship, na Califórnia, um dos torneios de formação mais concorridos dos Estados Unidos da América. Aí, o jovem baptizado com o nome do fictício Supero Homem virou herói e, “mais rápido do que uma bala”, percorreu os 100 metros mariposa em apenas 1:09.38 minutos e quebrou um recorde imbatível desde 1995.

Na prova que decorreu em terras californianas, Clark Kent participou em mais seis provas para além da já referida. Resultado: sete medalhas de ouro. O pequeno Super Homem conseguiu superar os seus recordes pessoais em todas as provas, excepção feita aos 50 metros peito, a única onde não melhorou o registo. Perante estes resultados, Clark Kent foi o grande vencedor da competição com 63 pontos somados em todas as categorias.

Se bater um recorde detido durante mais de duas décadas pelo atleta mais medalhado de sempre já é motivo de destaque, mais surpreendente se torna o feito do jovem nadador se percebermos que este se iniciou nas aulas de natação aos três anos, mas que competiu pela primeira vez há menos de quatro. “Este é um miúdo completamente diferente de todos os que já treinei. Está sempre a destacar-se”, afirmou a treinadora Dia Riana, em declarações à CNN.

Mas, se pensa que os poderes deste Super Homem se esgotam dentro de água, desengane-se. “Ele toca piano, pratica artes marciais e, na escola, nas aulas de informática, sabe tudo sobre sistemas e codificação”, explicou o pai do jovem prodígio, que parece decidido a seguir com a lista de tarefas, enquanto se divertir. “Lido bem com isso, é tudo uma questão de equilíbrio. Adoro nadar porque tenho gente à minha volta que me apoia, desde os treinadores aos meus pais”, confessou Clark Kent, apontando ao futuro: “Sonhar em grande, não tirar o pensamento dos meus objectivos e divertir-me”.

Para quem quer sonhar em grande, começar por quebrar um recorde de Phelps é um bom prenúncio. Aos 33 anos, o americano é o mais medalhado de sempre, com 28 medalhas olímpicas (23 de ouro, três de prata e duas de bronze). Se Clark Kent se aproximará do registo de Phelps, só o futuro o dirá. Por agora, resta ao Super Homem trabalhar e sonhar. (Observador)

por Fábio Ferreira Lima

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »