- Publicidade-
InicioMundoÁfricaPaz e segurança no foco da cimeira CEEAC e CEDEAO no Togo

Paz e segurança no foco da cimeira CEEAC e CEDEAO no Togo

Com a presença de Angola, os Chefes de Estado e de Governo da Comunidade Económicas dos Estados da África Central (CEEAC) e da congénere da África Ocidental (CEDEAO) preparam-se para reforçar a cooperação sobre paz, segurança e estabilidade.

A decorrer em Lomé (Togo), a partir de segunda-feira (30), na primeira cimeira conjunta (CEEAC/CEDEAO) os representantes dos Estados membros das duas comunidades tencionam estreitar a cooperação contra o terrorismo e o extremismo violento.

No evento, Angola participará com uma delegação liderada pelo Vice-presidente da República, Bornito de Sousa, em representação do Chefe de Estado angolano, João Lourenço.

A par de Angola, vão participar no evento delegações dos Camarões, do Burundi, Chade, Gabão, da Guiné-Equatorial, das repúblicas Centro Africana e Democrática do Congo (RDC), do Congo, Ruanda, do Benim, Burquina Faso, Cabo Verde, Côte D’ivoire, Gâmbia, Ghana, Guiné Bissau, Guiné Conacri, Libéria, Mali, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo.

Na cimeira de Lomé, a CEEAC e CEDEAO pretendem lançar as bases para uma actuação concertada perante os desafios comuns. De forma conjunta, as organizações pretendem, igualmente, criar uma plataforma permanente para a troca de informações.

A ideia dessa parceria é a de promover um diálogo profundo e sincero que identifica as causas reais dos problemas e elimine as desconfianças.

Os dois blocos pretendem criar um ambiente propício para, em caso de assinaturas de acordos, ser cada vez mais improvável a violação destes pelos seus signatários.

No quadro do pretendido entendimento, a CEEAC e a CEDEAO propõem-se a identificar formas de melhorar as condições sociais das populações e encontrar soluções duradouras para garantir à protecção e assistência às afectadas por conflitos políticos, catástrofes humanitárias, sociais e ambientais.

Num encontro entre os líderes das comunidades, à margem da 27ª Cimeira da União Africana, realizada de 10 a 18 de Julho de 2016, a CEEAC e a CEDEAO decidiram passar a reunir-se, ao mais alto nível, a cada dois anos, alternadamente.

A CEEAC foi criada em Libreville, Gabão, em Outubro de 1983, e agrega uma população estimada em 130 milhões de habitantes. O Presidente da República do Gabão, Ali Bongo Ondimba, é o presidente em exercício da CEEAC.

A comunidade é composta por Angola, Camarões, Burundi, Chade, Gabão, Guiné-Equatorial, repúblicas Centro Africana, Democrática do Congo (RDC), do Congo, Ruanda e São Tomé e Príncipe.

A CEDEAO foi criada em 1975, tem a sede em Abuja, Nigéria. O Chefe de Estado do Togo, Faure Essozimna Gnassingbé, assume a presidência rotativa.

Integram a CEDEAO, o Benim, Burkina Faso, Cabo Verde, Costa do Marfim, Gâmbia, Gana, Guiné Bissau, Guiné Conacri, Libéria, Mali, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo, com uma população estimada em 350 milhões de habitantes. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.