- Publicidade-
InicioMundoEUATrump nega ter sabido antecipadamente da reunião do filho na Trump Tower

Trump nega ter sabido antecipadamente da reunião do filho na Trump Tower

Donald Trump escreveu hoje no Twitter que não teve conhecimento antecipado de uma reunião do seu filho com um advogado russo e outros envolvidos na campanha de 2016, na Trump Tower, relacionada com Hillary Clinton.

“NÃO sabia da reunião do meu filho, Don jr.”, escreveu hoje o Presidente dos EUA na rede social Twitter.

A estação televisiva norte-americana CNN noticiou na quinta-feira que o antigo advogado de Trump, Michael Cohen, alegava que o multi-milionário sabia da reunião antes de esta ter acontecido.

Fontes anónimas disseram à CNN que Cohen estava disposto a apresentar essa informação ao procurador especial Robert Mueller, que está a investigar um possível conluio entre a campanha de Trump e a Rússia.

As informações da CNN foram também confirmadas à agência France-Presse (AFP) por uma fonte sob anonimato.

A mesma fonte disse à AFP que Michael Cohen não deu provas das alegações e não possui gravações da reunião, em que não esteve presente.

Em causa está uma reunião da equipa de Trump com a advogada russa Natalia Veselnitskaya, para prejudicar a campanha de Hillary Clinton, candidata democrata à Presidência, em 2016.

A agência Associated Press (AP) relatou esta semana que Veselnitskaya terá estado mais próxima à campanha de Trump do que se sabia anteriormente, com base em e-mails, transcrições e documentos legais, que indicam ter secretamente fornecido informações a altos conselheiros do governo russo e usado auxílio de um alto funcionário do Ministro do Interior num caso de um cliente.

Trump, que negou no passado saber antecipadamente da reunião, acrescentou na publicação de hoje: “Parece que alguém está a inventar histórias para sair de uma confusão”.

O procurador especial Muller está a investigar a alegada ingerência russa nas eleições norte-americanas de 2016, se a campanha presidencial de Trump está envolvida e se existiu uma eventual obstrução da justiça.

A reunião na Trump Tower, e a resposta inicial da administração norte-americana às informações relacionadas com este encontro, têm sido um dos focos da investigação federal. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.