- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Operação de busca e salvamento de pescadores sem sucesso

Operação de busca e salvamento de pescadores sem sucesso

As três embarcações com equipas de segurança marítima da Capitania do Porto de Cabinda e outras dos serviços de segurança da Chevron navegaram, quarta-feira, 35 mil milhas de costa marítima de Cabinda em busca de salvamento dos cinco pescadores dados como desaparecidos desde o dia 9 do mês em curso na zona costeira do Soyo, província do Zaire, mas sem sucesso até ao momento.

Das embarcações de salvamento, duas são provenientes do Soyo (Zaire) e uma de Cabinda com equipas de segurança marítima da Capitania do Porto de Cabinda e outras (em número não determinado) aos Serviços de Segurança da Chevron.

Em breves declarações à imprensa a propósito do incidente, hoje, quinta-feira, após um encontro técnico com o vice-governador de Cabinda para o sector Técnico, Joaquim Maliche, o chefe de Departamento dos Serviços de Segurança Marítima da Capitania do Porto de Cabinda, Fernando Massiala, disse que ao tomarem conhecimento da situação, quarta-feira, de imediato foram accionados todos os mecanismos de busca e salvamento.

Pelo período (17 dias), “pode-se considerar que os pescadores estão desaparecidos”, admitiu, tendo garantido a continuidade das operações de buscas de salvamento na costa de Cabinda.

Realçou acreditarem que todas as hipóteses apontam para Ponta-Negra ou Gabão, onde mantém esperanças e contactos com o consulado angolano e a Embaixada de Angola no Gabão.

Para o secretário provincial da Agricultura, que coordena a equipa de busca e salvamento, a situação requer apoios do Governo, da capitania, Serviço Nacional de Inspecção Pesqueira e Aquicultura e da Chevron.

Lamentou o facto de desde este período até a presente data, não ter havido qualquer sinal de comunicação da parte dos pescadores, tendo sublinhado que grande parte de profissionais do ramo quando estão em alto mar comunicam-se através de sinal das redes de comunicação da Vodacom.

A 30 de Outubro de 2017, tinham sido dados como desaparecidos seis pescadores da província de Cabinda que foram encontrados vivos na localidade maritima de Ogooue (Gabão) 23 dias depois, já que estiveram a deriva numa embarcação precária.

Com o apoio da Embaixada de Angola em Libreville (Gabão) e do Consulado angolano em Ponta Negra, os seis pescadores chegaram a Cabinda dia 04 de Dezembro de 2017. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.