- Publicidade-
InicioAngolaSociedadeConsiderado indispensável empoderamento da mulher

Considerado indispensável empoderamento da mulher

O empoderamento político, social, económico, profissional e cultural da mulher angolana é fundamental, visando a elevação do seu estatuto, considerou, hoje, quinta-feira, em Benguela, a directora do Gabinete Provincial de Benguela da Acção Social, Família e Igualdade do Género, Leonor Fundanga.

A responsável, que falava na abertura do seminário sobre o “Empreendedorismo da Mulher” para assinalar o 31 de Julho, Dia da Mulher Africana, disse que este empoderamento visa que os malefícios sociais como a pobreza, o analfabetismo, baixo nível académico, violência e VIH/Sida, entre outros, deixem de ter “rosto feminino”.

Segundo a directora, há necessidade de ser dada maior oportunidade para o empoderamento das mulheres que são apontadas como uma franja da população vulnerável e para contribuir melhor no desenvolvimento sustentável, tão almejado por Angola e assim responder a preocupação do momento actual.

Leonor Fundanga realçou a pertinência do empoderamento da mulher nesta fase de construção e desenvolvimento do país, onde os esforços devem estar alinhados as mudanças de atitudes e comportamentos dos homens, mulheres, famílias e comunidades, visando a sustentabilidade das conquistas nos vários domínios.

Na sua óptica, os desafios que se colocam as mulheres passam entre outros, pela necessidade imperiosa do fortalecimento e a coesão entre as diversas organizações femininas, de modo que juntas se possa ultrapassar as dificuldades e transformá-las em oportunidades.

Disse que, o seminário, iniciativa do Gabinete da Acçao Social Família e igualdade do Género, visou incentivar debates sobre questões ligadas a promoção dos direitos e empoderamento da mulher a vários níveis, o alargamento do diálogo nas comunidades sobre a importância da integração e liderança das mulheres em diferentes contextos.

O desenvolvimento do país, reforçar as parcerias com as organizações que visam empoderar a mulher e desencorajar todas as formas de descriminação contra esta franja da população, sobretudo as decorrentes de práticas culturais nocivas, foram outros objectvos do encontro.

Participam no evento, mulheres ligadas a diferentes instituições públicas e privadas, organizações da sociedade civil e igrejas que durante algumas horas partilham ideias e conhecimento entre si sobre os temas “acesso ao micro crédito”, “ promoção do empreendedorismo como factor do empoderamento da Mulher” e “ Mulher Africana, sua identidade cultural e auto estima”. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.