- Publicidade-
InicioAngolaPolíticaAngolanos e cubanos celebram data do assalto à Moncada

Angolanos e cubanos celebram data do assalto à Moncada

Cidadãos angolanos e cubanos realizaram, quarta-feira, na cidade do Dundo, província da Lunda Norte, um jantar de confraternização, alusivo ao 65º aniversário do Assalto ao Quartel de Moncada, em Santiago de Cuba, a 26 de Julho de 1953.

Numa mensagem lida na ocasião, cidadãos cubanos realçaram os laços históricos de amizade e cooperação que unem os dois povos e estados.

O governador provincial da Lunda Norte, considerou “sem preço” o contributo de Cuba em várias áreas de Angola, com destaque para a esfera social, saúde, defesa e integridade nacional.

A 26 de Julho de 1953, o então jovem advogado Fidel Castro junto com outros 165 homens executam um assalto ao quartel-general de Moncada em Santiago de Cuba e ao quartel de Cespedes, na tentativa de tomar as bases dos quartéis, armar a população e de derrubar o governo de Fulgencio Batista.

Na acção Fidel Castro foi capturado, julgado e condenado há 15 anos de prisão. Por ser advogado, pronunciou em sua auto defesa diante do tribunal a celebre frase “a história me absolverá”.

Fidel de Castro saiu em liberdade, através de uma amnistia em 1955 e exilou-se no México.

Voltou a Cuba, desta vez, com Ernesto Che Guevara, Camilo Cienfuegos e Raul Castro, num total de 83 homens a bordo do iate Granma e inicia a guerrilha contra o regime desde Sierra Maestra, em 2 de Dezembro de 1956.

Inicia-se assim a Revolução Cubana que a 1 de Janeiro de 1959 triunfaria contra o regime de Fulgencio Batista. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.