- Publicidade-
InicioMundoAmérica do SulEx-presidente da Colômbia suspeito de suborno renuncia ao senado

Ex-presidente da Colômbia suspeito de suborno renuncia ao senado

O ex-Presidente colombiano Álvaro Uribe renunciou hoje ao Senado, depois de visado pelo Supremo Tribunal num caso de suborno e fraude processual, e também para impedir que a sua defesa interfira com o funcionamento da Câmara Alta.

O ex-Presidente colombiano Álvaro Uribe renunciou hoje ao Senado, depois de visado pelo Supremo Tribunal num caso de suborno e fraude processual, e também para impedir que a sua defesa interfira com o funcionamento da Câmara Alta.

“O Supremo Tribunal chama-me a depor, não me ouviu anteriormente. Sinto-me moralmente impedido de ser senador, vou enviar a minha carta de demissão para que a minha defesa não interfira nas tarefas do Senado”, escreveu Uribe, que foi presidente entre 2002 e 2010, na sua conta no Twitter, citado pela agência de notícias espanhola Efe.

Minutos depois, Uribe publicou outro tweet com uma breve carta dirigida ao presidente do Senado, Ernesto Macias, na qual apresentou a sua renúncia e pediu para que fosse aceite.

O Supremo Tribunal explicou, em comunicado, que recolheu “provas que levaram a uma investigação formal contra” Uribe, que tinha assumido um novo mandato como senador quatro dias antes, e contra o representante da Câmara Álvaro Hernán Prada.

Os dois suspeitos, ambos do Partido do Centro Democrático respondem pelos crimes de “suborno e fraude processual”.

O Supremo Tribunal explicou que os dois políticos serão presentes a interrogatório, mas antes terão a oportunidade de conhecer os factos que lhes são imputados.

O caso está relacionado com um processo de suposta manipulação de testemunhas que envolvem também ao senador Iván Cepeda, do partido de esquerda Polo Democrático Alternativo (PDA). (Notícias ao Minuto)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.