- Publicidade-
InicioMundoÁfricaCongo declara fim de surto de Ebola graças a reacção rápida

Congo declara fim de surto de Ebola graças a reacção rápida

A República Democrática do Congo declarou nesta terça-feira o fim de um surto de Ebola que se acredita ter matado 33 pessoas graças ao que especialistas elogiaram como uma reacção rápida à epidemia em um dos ambientes mais difíceis do mundo.

Nesta terça-feira se completaram 42 dias transcorridos desde o último caso detectado do vírus, tempo equivalente a dois períodos de incubação e considerado longo o suficiente para se declarar o fim do surto.

A epidemia, identificada primeiramente no vilarejo rural de Ikoko Impenge, no noroeste do Congo, em Abril, foi enfrentada rapidamente pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelas autoridades congolesas, o que incluiu o uso de uma vacina experimental em mais de 3.300 pessoas.

Isso ajudou a conter o impacto do vírus mesmo quando ele chegou à cidade de Mbandaka, polo comercial de 1,5 milhão de habitantes no Rio Congo com ligações directas por barco e avião com a populosa capital Kinshasa.

“Declaro a partir deste dia… o fim da epidemia de Ebola… na província de Équateur, República Democrática do Congo”, disse o ministro da Saúde, Oly Ilunga Kalenga, em um comunicado.

O Ebola, que se acredita ser propagado a grandes distâncias por meio de morcegos, provoca febre hemorrágica, vómitos e diarreia e é transmitido pelo contacto directo com fluidos corporais. Muitas vezes ele contamina humanos por meio da carne infectada de animais selvagens.

Seu aparecimento em Mbandaka em maio transformou o surto em uma preocupação internacional. Aeroportos da África Ocidental passaram a realizar triagens para detectar a doença, e a região tremeu com a lembrança da epidemia que matou ao menos 11.300 pessoas na Guiné, Serra Leoa e Libéria entre 2013 e 2016. (Reuters)

por Edward McAllister

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.