- Publicidade-
InicioAngolaPolítica"África precisa de paz sustentável" - ministra queniana

“África precisa de paz sustentável” – ministra queniana

A ministra de Estado e dos Negócios Estrangeiros e Comércio Internacional do Quénia, Mónica Juma, afirmou nesta segunda-feira, em Luanda, ser preciso paz sustentável para o alcance de um ambiente propício para o desenvolvimento tão esperado de África.

A diplomata, que falava durante uma palestra sobre o tema “clamando sobre o futuro de África”, argumentou que com a paz sustentável é possível por em pleno o acordo de comércio-livre, assinado em Março deste ano pelos líderes africanos, para integração mais profunda do sector da produção.

Sustentou que os conflitos gastam recursos, criam rivalidades entre grupos políticos e comunidades, e desviam atenção para o desenvolvimento.

“É importantes garantirmos a segurança para termos desenvolvimento e grande parte deste desenvolvimento parte da maneira como nós mesmos nos governamos”, frisou.

Acrescentou que o conceito que em África só se governa com atrocidades, assim como o princípio de que quem vêm leva tudo, está eliminado, sendo preciso encontrar modelos de governação que se inclua a igualdade do género, onde se respeita a diversidade, a justiça e a equidade.

Mónica Juma recordou que a história da economia do continente demonstra que se não tivermos uma estrutura propícia para o desenvolvimento vamos terminar arruinando a população.

“Hoje vimos muitas análises que indicam a vasta gama de riquezas do continente que está a ser retirado sem o pagamento de taxas. Estima-se que a África perde cerca de cem mil milhões de dólar por ano devido o fraco controlo”, lamentou.

Para si, é o momento de África reestruturar o seu modelo para conciliação da riqueza natural para o desenvolvimento, e deixar de ser apenas depósito de produtos manufacturados de outras partes do mundo.

“É importante olhar para a natureza do continente africano para que não se tire vantagem e dificulte o seu desenvolvimento e pensar num modelo que realmente funcione”, finalizou.

Participaram do evento a ministra do ensino Superior, Ciência e Tecnologia e Inovação, Maria Sambo, membros do governo, estudantes e convidados. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.