- Publicidade-
InicioAngolaRegiõesMédico reitera sedentarismo como causa de hipertensão arterial

Médico reitera sedentarismo como causa de hipertensão arterial

A falta de exercícios físicos, consumo de alimentos com muito sal, açucar e gorduras foram apontados hoje, segunda-feira, pelo chefe adjunto do Banco de Urgência de Medicina do Hospital Regional de Malanje, Pedro de Brito, como sendo factores de risco que continuam a contribuir para o aumento de casos de hipertensão arterial nas pessoas.

O responsável, que teceu tais considerações à Angop, fez saber que o número de pessoas com hipertensão tende a aumentar, uma vez que durante o final de semana aquele banco registou 58 casos (Mais 12 em relação ao igual período anterior).

O médico aconselhou as pessoas a evitarem o sedentarismo e optarem por consumo de alimentos ricos em vitaminas e sais minerais de forma a prevenir ataques hipertensivos.

Por outro lado, fez saber que durante o final de semana, o banco registou 117 casos de malária, 56 de doenças cardiovasculares, 28 de febre tifóide, 26 de pneumonia, 20 de gastrite aguda e um caso de insuficiência cardíaca.

Já o Banco de Urgência de Cirurgia e Ortopedia do mesmo Hospital registou 113 casos de ferimentos (Menos 11 em relação ao período anterior), com destaque para 27 ferimentos por arma branca e 13 causados por acidentes de viação, com um óbito, afirmou o seu chefe adjunto Manuel Arsénio.

O Hospital Provincial Materno-Infantil registou três mortes, das quais dois recém-nascidos e uma materna. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.