- Publicidade-
InicioAngolaRegiõesPolícia Nacional exortada a ser implacável no combate aos crimes violentos

Polícia Nacional exortada a ser implacável no combate aos crimes violentos

A Polícia Nacional deve continuar a manter uma postura implacável no combate aos crimes violentos, devendo contar com o envolvimento da sociedade civil, tanto no meio rural e urbano, defendeu quinta-feira, o governador da Huíla, Marcelino Tyipinge.

Discursando na abertura do Conselho Consultivo Alargado da Delegação Provincial do Ministério do Interior (Minint), o governador realçou nessa missão o papel dos comandantes municipais, que para si são elementos fundamentais na elaboração de estratégias locais para impor a ordem e a tranquilidade.

Sublinhou que a complexidade das missões dos órgãos do Minint exige que periodicamente se proceda a análise dos níveis de operacionalidade e eficiência das diversas especialidades, mas cabe aos chefes a todos os níveis incutir nos subordinados um procedimentos justo, linguagem adequada e atitude firme para manter elevada a disposição psíco-moral do efectivo.

Referiu que embora permaneça este desafio de combate à criminalidade na província, considerou que a situação de segurança pública durante o primeiro semestre na província da Huíla é tida de “calma”, apesar da ocorrência de crimes praticados com violência.

Afirmou igualmente que os acidentes rodoviários continuam a constituir um dos mais graves flagelos, porquanto tem ceifado dezenas de vidas humanas, particularmente ao longo das estradas nacionais que cruzam a província da Huíla.

Durante dois dias, os membros do “CCA” do Minint, vão analisar as actividades desenvolvidas ao longo do primeiro semestre, assim como o balanço de segurança pública e traçar acções que visam a interiorização e o cumprimento das orientações do comando geral da PN. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.