- Publicidade-
InicioAngolaSociedadeSIC detém em Luanda cidadãos envolvidos em orgia sexual

SIC detém em Luanda cidadãos envolvidos em orgia sexual

Oito cidadãos, entre homens e mulheres, foram detidos em flagrante, de 26 de Junho a 11 de Julho deste ano, na capital do país, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), acusados de realizar orgias sexuais.

De acordo com comunicado do SIC a que a Angop teve acesso hoje, quinta-feira, os acusados publicaram, nas redes sociais, cartazes nos quais anunciam a realização de actividades sexuais em grupo, com imagens de conteúdos explicitamente ofensivos à moral pública e aos bons costumes.

Em cumprimento do seu dever de ofício, prossegue a nota, o SIC encetou prontamente acções operativas, tendo culminado com a detenção dos acusados, sendo quatro homens e igual número de mulheres, nos bairros da Maianga e Cassequel, por prática de crimes de associação criminosa, tráfico sexual de pessoas e lenocínio.

A nota esclarece que os crimes são puníveis nos termos das infracções subjacentes ao branqueamento de capitais.

O documento indica que, na sequência das detenções e em cumprimento da lei das medidas cautelares e processo penal, foram os referidos cidadãos apresentados ao Ministério Público, para a audição em primeiro interrogatório, tendo sido legalizada e mantida a prisão de sete dos oito arguidos.

Os detidos têm entre os 18 e 37 anos de idade.

O SIC alerta a opinião pública e a sociedade que, por força da lei, continuará a combater, energicamente, este tipo de actividades ilícitas, exortando a sua denúncia pública ou anónima, através dos canais existentes para o efeito.

De salientar que actividades do género têm sido realizadas, normalmente, em festas cujos promotores angariam valores monetários. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.