- Publicidade-
InicioMundoEUAEUA dizem que não cedem aos que se opõem a taxas no...

EUA dizem que não cedem aos que se opõem a taxas no sector automóvel

A oposição maciça a novas taxas dos Estados Unidos no sector automóvel não impedirá a administração Trump de as impor, se considerar que são legítimas para proteger a segurança nacional, afirmou hoje o secretário do Comércio norte-americano.

“O objectivo das audições é reunir os factos para garantir que é tida em conta a opinião dos que discordam, para que seja tomada uma decisão informada”, explicou Wilbur Ross, no canal CNBC, quando começaram hoje as audições no quadro do inquérito para impor taxas aduaneiras no sector automóvel.

Questionado sobre a necessidade de ter em conta as opiniões desfavoráveis no momento em que apenas uma pessoa em 45 deve testemunhar a favor dessas taxas, Ross respondeu: “Não se trata de um plebiscito”.

No total, 45 pessoas, representando empresas nacionais e internacionais, grupos industriais, sindicatos e países estrangeiros começaram a ser ouvidos no Departamento do Comércio, em Washington. Responsáveis do Departamento de Defesa também vão participar.

Na quarta-feira, o Presidente norte-americano voltou a ameaçar castigar a União Europeia (UE) em matéria comercial, especialmente no sector automóvel, uma semana antes de receber o presidente da Comissão Europeia.

“Dizemos que se não negociarmos algo justo, temos uma tremenda capacidade de castigo que não queremos usar, mas temos grandes poderes”, declarou Donald Trump, durante uma reunião com os seus ministros na Casa Branca, para preparar o encontro com Jean-Claude Juncker.

A UE impõe actualmente taxas de 10% a veículos importados dos Estados Unidos, incluindo os fabricados em território norte-americano por construtores europeus, enquanto os Estados Unidos aplicam tarifas de 2,5% às importações de automóveis e de 25% às de carrinhas e ‘pick-ups’. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.