Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Angola e RD Congo assinam Acordo-quadro no sector eléctrico

Angola e RD Congo assinaram nesta quarta-feira o Acordo-quadro de cooperação no domínio de energia, que vai viabilizar a construção da linha de transporte de energia de 220 KV, da barragem do Inga à província de Cabinda.

Foram signatários do acordo, rubricado na cidade de Cabinda, os ministros da Energia e Águas de Angola, João Baptista Borges e da Energia e Recursos Hídricos da República Democrática do Congo (RDC), Ingele Ifoto.

A linha de transporte de energia partirá da barragem do Inga-RDC e passará pelas vilas congolesas de Boma e Muanda e posteriormente para o território angolano de Cabinda numa extensão de 179,4 km na RDC e 47,5 km em Angola.

De acordo com a acta do encontro, as partes devem estabelecer bases gerais para a cooperação entre os dois governos no domínio da electricidade, com vista a contribuírem para o desenvolvimento de suas populações e reforçar a cooperação por meio de acções concretas a serem implementadas.

O governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, que testemunhou o acto, disse que a assinatura deste Acordo-quadro marca um caminho importante para efectivação do sonho da população desta província em verem solucionado o problema da energia eléctrica.

Com a assinatura do Acordo-quadro, a província de Cabinda irá alavancar a sua actividade industrial, tendo como destaque o Porto de Águas Profundas do Caio, o Pólo Industrial do Fútila e os projectos do sector da agricultura.

Já o ministro da Energia e Recursos Hídricos da RDC, Ingele Ifoto, mostrou-se muito feliz pela concretização de mais um passo que visa consolidar as relações entre os dois países, tendo recomendo para o efeito o comité técnico a trabalhar para o acordo avançar.

Por seu turno, o ministro da Energia e Águas de Angola, João Baptista Borges, salientou que o projecto Inga-Cabinda será o primeiro de outros a serem realizados pelo no futuro Executivo, na base de soluções mutuamente vantajosas.

A construção da linha de energia eléctrica a partir do aproveitamento hidroeléctrico do Inga na RDC e que irá abastecer para além da cidade de Cabinda (Angola) bem como as vilas de Boma e Muanda (RDC), não constitui o único projecto que os dois chefes do estado pretendem desenvolver.

“Pretende-se igualmente criar condições técnicas e financeiras para a compra e venda de energia entre os dois países sendo o caso da compra da energia por Angola a partir do Cassai Ocidental e a compra de energia pela RDC a partir do Maquela do Zombo”, disse. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »