- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Governos Provinciais Governo Provincial de Cabinda Angola e RD Congo assinam Acordo-quadro no sector eléctrico

Angola e RD Congo assinam Acordo-quadro no sector eléctrico

Angola e RD Congo assinaram nesta quarta-feira o Acordo-quadro de cooperação no domínio de energia, que vai viabilizar a construção da linha de transporte de energia de 220 KV, da barragem do Inga à província de Cabinda.

Foram signatários do acordo, rubricado na cidade de Cabinda, os ministros da Energia e Águas de Angola, João Baptista Borges e da Energia e Recursos Hídricos da República Democrática do Congo (RDC), Ingele Ifoto.

A linha de transporte de energia partirá da barragem do Inga-RDC e passará pelas vilas congolesas de Boma e Muanda e posteriormente para o território angolano de Cabinda numa extensão de 179,4 km na RDC e 47,5 km em Angola.

De acordo com a acta do encontro, as partes devem estabelecer bases gerais para a cooperação entre os dois governos no domínio da electricidade, com vista a contribuírem para o desenvolvimento de suas populações e reforçar a cooperação por meio de acções concretas a serem implementadas.

O governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, que testemunhou o acto, disse que a assinatura deste Acordo-quadro marca um caminho importante para efectivação do sonho da população desta província em verem solucionado o problema da energia eléctrica.

Com a assinatura do Acordo-quadro, a província de Cabinda irá alavancar a sua actividade industrial, tendo como destaque o Porto de Águas Profundas do Caio, o Pólo Industrial do Fútila e os projectos do sector da agricultura.

Já o ministro da Energia e Recursos Hídricos da RDC, Ingele Ifoto, mostrou-se muito feliz pela concretização de mais um passo que visa consolidar as relações entre os dois países, tendo recomendo para o efeito o comité técnico a trabalhar para o acordo avançar.

Por seu turno, o ministro da Energia e Águas de Angola, João Baptista Borges, salientou que o projecto Inga-Cabinda será o primeiro de outros a serem realizados pelo no futuro Executivo, na base de soluções mutuamente vantajosas.

A construção da linha de energia eléctrica a partir do aproveitamento hidroeléctrico do Inga na RDC e que irá abastecer para além da cidade de Cabinda (Angola) bem como as vilas de Boma e Muanda (RDC), não constitui o único projecto que os dois chefes do estado pretendem desenvolver.

“Pretende-se igualmente criar condições técnicas e financeiras para a compra e venda de energia entre os dois países sendo o caso da compra da energia por Angola a partir do Cassai Ocidental e a compra de energia pela RDC a partir do Maquela do Zombo”, disse. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.