- Publicidade-
InicioAngolaSociedade"Operação malária 2018" lançada hoje na Kilunda

“Operação malária 2018” lançada hoje na Kilunda

A comuna da Kilunda, município de Cacuaco, acolhe de hoje, quarta-feira, até sexta-feira, uma Feira da Saúde, no âmbito do Projecto “Operação Malária 2018, lançado em Maio deste ano pelo governador provincial Adriano Mendes de Carvalho, com o objectivo de redução da morbi-mortalidade por esta doença em Luanda.

Fonte do Governo Provincial de Luanda disse à Angop, que a comuna da Kilunda foi escolhida por ter um alto risco para malária e cólera, devido as suas condições hidro- geográficas.

Para preparar esta intervenção piloto, foram considerados não só os dados estatísticos, mas também informações recolhidas no local pela equipa técnica representada por vários intervenientes no projecto.

Para o efeito, foi realizado um levantamento técnico que concluiu que a comuna é constituída por quatro bairros, com muitos pontos de água, locais apropriados de criadouros de mosquitos, como a Lagoa da Kilunda, bem como pântanos de grandes dimensões nas áreas das lavras.

A malária constitui o principal problema de saúde pública, pela elevada taxa de morbi-mortalidade no país. Por exemplo, só no primeiro trimestre deste ano, mais de 720 mil casos foram registados em Angola, sendo nas províncias de Luanda (177.029), Benguela (90.896), Uíge (69.265) e Bengo (65.068).

Como medidas de prevenção da doença, o governo da província de Luanda, através do seu Gabinete da saúde, está a implementar medidas de prevenção, como a promoção da saúde, assistência médico-medicamentosa, luta anti-larval e vectorial, bem como a pulverização intra e extra domiciliar e pesquisa da qualidade da água consumida pela população.

A “Operação malária 2018” visa esclarecer à comunidade a importância dos determinantes de saúde no bem-estar da população e fomentar a qualidade de vida dos munícipes, através de acções de prevenção.

Entre outras acções, consta palestras de sensibilização, com a distribuição de panfletos sobre a prevenção, rastreio da malária e tensão arterial.

Durante a operação, serão ainda vacinadas crianças contra várias doenças preveníveis e mulheres em idade fértil, bem como limpeza e recolha de lixo e estudo da água consumida.

No entanto, o Governo Provincial apela a participação da população, bem como dos directores municipais da saúde, hospitais provinciais e municipais, médicos e enfermeiros a participar deste importante evento, visto constar das prioridades do executivo angolano a melhoria da saúde da população angolana. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.