Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

OMA quer reflexões permanentes sobre progressos registados

A secretária provincial para a Informação da Organização da Mulher Angolana em Benguela (OMA), Juliana Torres, defendeu hoje, quarta-feira, a necessidade de reflexões permanentes sobre os progressos registados e o caminho a seguir para a continuidade de acções que visam a promoção e desenvolvimento da mulher no continente africano.

A responsável, que falava à Angop por ocasião do Dia da Mulher Africana, a assinalar-se a 31 de Julho, cujas actividades decorrem sob o lema“Winnie Madikizela Mandela uma panafricanista Sul Africana, símbolo de luta da mulher africana”, afirmou que tais reflexões vão permitir maior valorização do contributo da mulher no continente berço da humanidade, na luta diária pelos seus direitos e para o desenvolvimento dos seus países.

De acordo com a responsável, a escolha do lema em saudação a efeméride visa homenagear Winnie Mandela e demais mulheres que com coragem comprometeram-se a lutar pelo desenvolvimento sustentável de África com reconhecida dignidade, por acreditarem ser possível a construção de um Mundo mais justo e igual, humano e solidário.

Conforme disse, a data servirá do mesmo modo, para enaltecer a trajectória da Organização Pana Africana das Mulheres, durante os 56 anos da sua existência.

Para assinalar o Dia da Mulher Africana, o Secretariado Provincial da OMA promove, sábado, no município do Bocoio, 102 quilómetros a norte da cidade de Benguela, no âmbito da jornada, debates com militantes e simpatizantes sobre os “desafios e conquistas das mulheres no continente africano”

O programa contempla também actividades de índole política, cultural e recreativa que termina na comuna da Canjala, município do Lobito, albergando a 28 do corrente mês, de forma antecipada, o acto Central Provincial, presidido pela Secretária Provincial da Organização, Maria da Graça António.

“No acto, haverá uma exortação que será lida na presença de militantes filiadas, apelando a maior unidade, coesão, solidariedade no seio da camada feminina e no fortalecimento de relações de amizade e cooperação entre organizações congéneres do continente”, disse. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »