Smiley face

INADEC contra venda de produtos perecíveis no mercado da Alemanha

0 59

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) quer que seja proibida a venda de produtos perecíveis no mercado informal da Alemanha, nos arredores da cidade do Huambo, por falta de condições para o efeito.

A intenção foi manifestada hoje, quarta-feira, pelo seu responsável local, Afonso Tchikukuma, na abertura das celebrações dos 21 anos de existência da instituição de utilidade pública, a assinalarem-se no próximo dia 25.

Segundo ele, é urgente que o governo da província transfira os vendedores de produtos perecíveis para o mercado que se localiza nas redondezas, construído pelo governo em 2008, e com melhores condições de venda e acondicionamento dos produtos perecíveis.

Admitiu que nas condições actuais, no mercado da Alemanha, a venda destes mesmos produtos constitui séria ameaça para a saúde pública, apontando a falta de higiene como o principal problema.

O chefe dos serviços do INADEC na província do Huambo mostrou-se, na ocasião, satisfeito com a diminuição progressiva da venda de sal não iodizado, diferente do que ocorria em anos anteriores.

Explicou que o consumo de sal sem iodo retarda o desenvolvimento das crianças, evita bócio, infertilidade nos homens e abortos, bem como outras consequências nocivas ao desenvolvimento humano.

A abertura da jornada festiva do aniversário do INADEC foi marcada, nesta província, com visitas em duas creches (Mirian e Berço do bebé), frequentadas por 147 crianças, dos zero aos cinco anos.

Até ao dia 25 estão previstas palestras sobre “consumidor atento, “protecção do consumidor” e “salvaguarda dos direitos da criança na veiculação da publicidade”. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »