- Publicidade-
InicioCiências e TecnologiaCuba começa a introduzir internet nos telemóveis da população

Cuba começa a introduzir internet nos telemóveis da população

Cuba começou a colocar serviços de internet nos smartphones de um número seleccionado de utilizadores. O objectivo é colocar o serviço disponível a nível nacional até ao final do ano.

Os jornalistas dos serviços estatais de informação foram os primeiros a receber internet móvel, providenciada pelos serviços de telecomunicações estatais cubanos. Segundo o Presidente Miguel Diaz-Canel, esta medida irá melhorar a economia do país e ajudar os Cubanos a “defender a revolução”.

O problema do controlo da informação

Um maior acesso à internet poderá enfraquecer o controlo governamental da informação que chega à população. Se com o controlo estatal dos media tradicionais torna-se mais fácil controlar a informação que politica que circula na sociedade, aberta a possibilidade da propagação de informação de forma instantânea, este controlo poderá sair enfraquecido.

Os jornalistas cubanos parecem satisfeitos com esta medida. Yuris Norido, um jornalista de 39 anos que trabalha para diversos websites noticiosos do estado cubano, revelou à Reuters que esta medida representa uma “mudança radical”. “Eu agora posso actualizar as notícias de onde estiver, incluindo onde as notícias estão a acontecer.”

Algumas empresas e embaixadas já têm acesso a pacotes móveis desde 2017

Algumas empresas e embaixadas já tinham a possibilidade de comprar planos de dados móveis desde Dezembro, segundo o website da ETECSA, o serviço de telecomunicações do estado cubano.

Segundo o mesmo comunicado, a ETECSA pretende expandir a internet móvel para todos os 5 milhões de utilizadores de telemóveis no país, cerca de metade da população da ilha, até ao final do ano.

Uma abertura cada vez maior à internet (mas com censura)

Até 2013, a internet era praticamente inexistente em Cuba. Com excepção de pontos de wi-fi em hotéis para os turistas, em edifícios estatais e para certos clientes especiais, a internet simplesmente não entrava no quotidiano dos cubanos. Porém, nos últimos anos temos assistido a uma mudança radical de política. A internet em Cuba é, no entanto, uma das mais controladas do mundo e os cubanos tem o acesso vedado a quase todos os websites estrangeiros. (Maistecnologia)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.