- Publicidade-
InicioDestaquesAngola terá próxima presidência da CPLP, anulando vontade da Guiné Equatorial

Angola terá próxima presidência da CPLP, anulando vontade da Guiné Equatorial

Não se pode dizer que foi uma derrota da Guiné Equatorial, pois não chegou a formalizar a candidatura.

Angola vai presidir à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) no biénio 2020/22, decidiram esta manhã, em reunião restrita, os chefes de Estado e de Governo do clube lusófono, reunidos em Cabo Verde na sua 12ª cimeira. A candidatura de Luanda foi uma surpresa e esvaziou a pretensão da Guiné Equatorial.

O regime de Malabo tinha anunciado em Maio que queria ter a presidência da comunidade já a seguir a Cabo Verde, cujo mandato de dois anos começou esta semana sob o tema “Cultura, Pessoas e Oceanos”.

O incómodo dessa vontade era notório em vários governos, mas até esta manhã não era claro se algum país “se chegaria à frente” como candidato, seguindo a tradição dos 20 anos da CPLP. Nos bastidores, um bloco diplomático cerrou fileiras para persuadir o governo de Luanda a ter a iniciativa de avançar. O Brasil, Cabo Verde e Portugal foram três dos países que pesaram na decisão, segundo duas fontes diplomáticas disseram ao PÚBLICO. (Público)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.