Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

TAAG necessita de gestores “competentes e independentes”

TAAG reafirma compromissos com os clientes (imagem ilustrativa de um avião da companhia)

Bons gestores independentes e boa administração é o que especialistas económicos dizem ser a primeira condição para se salvar a companhia aérea nacional de angola a TAAG, disseram analistas contactados pela Voz da América.

Com efeito o economista José Matuta Coato considera que o grande problema da companhia aérea angolana é de gestão.

“Se quisermos uma empresa que traga dividendos ao estado tem que se colocar la gestores competentes e não políticos mas deixar os gestores trabalharem sem interferência e demonstrarem resultados”, disse

Quem também pensa que o problema da companhia é de gestão é David Kissadila, especialista em gestão de políticas publicas acredita que se houver mudanças de mentalidade no que a gestão diz respeito a TAAG consegue sair da crise.

Para Kisadilla o maior problema das empresas publicas “é só esbanjar, os gestores do estado quando viajam ocupam todo avião e a custo zero porque o estado não cobra o próprio estado”.

Contudo para Kisadila a “solução é criar parcerias privadas de gestão e abandonar os vícios do passado de esbanjamento, não prestação de contas, e de se servir grupos de indivíduos e primar por gestão transparente que a TAAG sai da crise”

Segundo uma fonte contactada pela VOA que não quis ser identificado existe a ideia de se privatizar a TAAG contudo o nosso interlocutor diz não acreditar que exista alguém capaz de assumir o défice que a empresa tema estrutura de gestão da TAAG é actualmente bastante pesada. (Voa)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »