Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Caça furtiva coloca animais em perigo de extinção no Golungo Alto

Animais como javalis, veados, gazelas e macacos existentes na reserva florestal do Golungo Alto, província do Cuanza Norte, encontram-se em perigo de extinção devido a caçadores furtivos que operam na região.

Em declarações à imprensa hoje (terça-feira), a administradora municipal do Golungo Alto, Teresa da Costa, manifestou-se preocupada com a situação que está a promover o desaparecimento de algumas espécies animais decorrente da prática da caça durante todo ano, incluindo na fase de reprodução.

Para inverter o actual quadro, referiu, estão a ser adoptadas medidas conjuntas entre a administração municipal, o comando municipal da Políca Nacional e o Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), versadas na recolha das armas em posse ilegal dos caçadores.

Teresa da Costa disse estarem igualmente em curso campanhas de sensibilização dos munícipes sobre a importância da conservação da fauna, flora e do meio ambiente para a preservação dos ecossistemas.

Para tal, apelou a juventude a aderir a formação académica e profissional, ao invés da caça, que quando desregrada apresenta prejuízos para os próprios e para a sociedade em geral.

A Reserva Florestal do Golungo Alto conta com uma área de 558 quilómetros quadrados, é rica em diversidade animal e de plantas, onde predominam espécies como elefante, pacaça, hipopótamo, antílopes diversos, corça, lebre, galinha do mato e perdizes. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »