Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

MPLA e PCP abordam situação política de Angola e Portugal

Representantes dos partidos MPLA (Angola) e do Partido Comunista Português (PCP) abordaram nesta segunda-feira, em Luanda, questões de carácter política e social, no quadro das relações de cooperação entre as formações políticas.

Durante um encontro entre o secretário-geral do MPLA, Paulo Kassoma, e o membro do Secretariado e da Comissão Política do Comité Central do PCP, José Capucho, passaram em revista as acções implementadas nos respectivos países, por estes partidos, em prol do desenvolvimento económico e social.

Na capital do país desde sábado, em visita oficial de trabalho de cinco dias, José Capucho informou a imprensa, no final da reunião, que o encontro foi frutífero, tendo considerado “bastante excelentes” os laços de amizade e cooperação entre o PCP e o MPLA.

Abordado sobre o processo de transição política em curso no MPLA, consubstanciado na mudança da liderança, José Capucho considerou a mesma de “exemplar”.

O último encontro entre delegações do MPLA e do PCP aconteceu em Junho de 2016, em Luanda.

O MPLA realiza no dia 8 de Setembro próximo um congresso extraordinário para a eleição do seu presidente, em substituição de José Eduardo dos Santos, que lidera o partido desde 1979, na sequência da morte de António Agostinho Neto, então Presidente da formação política e da República Popular de Angola.

A 11 de Março de 2016, durante a 11ª sessão ordinária do Comité Central, o presidente do MPLA anunciou que deixaria a vida política activa em 2018. Por isso, não concorreu como cabeça de lista da formação política nas eleições gerais de 2017.

O Vice-presidente do MPLA, João Lourenço, concorreu como cabeça de lista do partido e foi eleito Presidente da República, tendo sido investido no cargo a 26 de Setembro de 2017.

No dia 29 de Junho último, o Comité Central do MPLA aprovou, por aclamação, a candidatura de João Lourenço ao cargo de presidente do MPLA.

O congresso decorrerá sob o lema “com a força do passado e do presente, construamos um futuro melhor” e terá a participação de 2 mil e 591 delegados. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »