Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

PR recebe representantes da sociedade civil na Huíla

O Presidente da República, João Lourenço, recebeu em separado, neste sábado, representantes de vários segmentos da sociedade civil na província da Huíla.

Nos encontros, o Chefe de Estado, que cumpriu uma visita de trabalho de dois dias a essa região do país, auscultou as principais inquietações da população local.

Entre as preocupações apresentadas estão situações ligadas à seca, educação, saneamento básico e a reabilitação de infra-estruturas.

À saída do encontro, o representante do Conselho de Igrejas Cristãs em Angola, André Muanza, afirmou à imprensa que o Presidente João Lourenço mostrou-se sensibilizado com as questões apresentadas.

Disse ter apresentado questões relativas à instalação de uma barragem nos Gambos, um município que mais sofre com o efeitos da seca na região.

Já a representante do Conselho Provincial da Juventude, Fernanda dos Santos, deu enfoque à problemática do emprego e da habitação.

No campo da habitação, a responsável juvenil solicitou a revisão dos critérios dos pagamentos das habitações e que se leve em conta os 30 porcento na atribuição de casas aos jovens.

Charruas, bois e terras para o cultivo foram as necessidades apresentadas pela comunidade Sam, que são tribos nomadas que vive maioritariamente nas províncias da Huíla, Namibe, Cunene e do Cuando Cubango.

Para a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Victória Francisco Correia da Conceição, o governo continua empenhado na melhoria das condições dessas comunidades.

Entrega de meios à comunidade Sam

No final da audiência com os representantes da comunidade Sam, o Presidente da República entregou, de forma simbólica, a alguns dos seus membros, enxadas, charruas de tracção animal e cobertores.

Por sua vez, os representantes da referida comunidade apresentaram ao Chefe de Estado uma amostra da sua produção de milho, massango, massambala e feijão.

Na Huíla, o Chefe de Estado cumpriu uma jornada de dois dias, que teve início a meio da manhã de sexta-feira. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »