- Publicidade-
InicioMundo LusófonoBrasilCerca de 16 mil venezuelanos pedem refúgio no Brasil desde janeiro

Cerca de 16 mil venezuelanos pedem refúgio no Brasil desde janeiro

Cerca de 16 mil venezuelanos pediram refúgio em Roraima nos primeiros seis meses deste ano, 20% mais do que em todo o ano de 2017, segundo dados da polícia federal (PF), divulgadas esta quarta-feira pela imprensa brasileira.

De acordo com o portal de notícias G1, citando dados da PF, entre janeiro e 22 de junho foram recebidos 16.953 pedidos de refúgio no estado brasileiro de Roraima, que faz fronteira com a Venezuela.

Desses pedidos, 16.523, ou 97% do total, são só de venezuelanos. Os demais são de cubanos (155), haitianos (139) e cidadãos de outras nacionalidades (133).

O recorde de pedidos de refúgio de venezuelanos foi no mês de maio, quando o país foi às urnas e o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, foi reeleito. Só naquele mês, foram feitas 4.054 solicitações junto da polícia federal brasileira.

Em 2017, ano em que o índice de pedidos teve uma subida abrupta, foram recebidos 13.583 pedidos de venezuelanos. No ano anterior, foram 2.048 e outros 253 pedidos em 2015, ano em que começou a imigração de venezuelanos para Roraima.

Apesar de ser um dado importante para mostrar o fluxo migratório, o número de pedidos de refúgio não corresponde à quantidade exata de venezuelanos a viver em Roraima, afirmou ao G1 Gustavo da Frota Simões, professor do curso de Relações Internacionais da Universidade Federal de Roraima (UFRR).

Para o professor brasileiro, nem todos os 16.523 venezuelanos que pediram refúgio à PF este ano continuam em Roraima, porque muitos podem ter seguido viagem, principalmente em busca de trabalho.

Uma vez feita uma solicitação de refúgio, o pedido segue para o Comité Nacional para os Refugiados (Conare), que analisa e reconhece ou não a condição de refugiado.

A ONU estima que 800 venezuelanos cruzam por dia a fronteira brasileira. Já o exército brasileiro calcula que a média de entrada de venezuelanos em Roraima nos últimos cinco meses foi de 416 pessoas por dia.

Ainda não há números precisos sobre o número de venezuelanos a viver em Roraima, mas um levantamento da prefeitura de Boa Vista apontou que só na capital há 25 mil – o equivalente a 7,5% da população local, que é de 332 mil habitantes. (Observador)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.