Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

FILDA/2018: Telecomunicações apresentam novos produtos e serviços

Empresas do sector das telecomunicações e tecnologias de informação, presentes na 34ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA/2018), que decorre desde terça-feira na instalações da Zona Económica Especial (ZEE), em Viana, estão a apresentar novos produtos e serviços a empresas e particulares.

A título de exemplo, a Movicel trouxe para esta edição, em termos de produtos inovadores, o “POS Mobile”, um serviço que permite ao cliente ter no seu telemóvel uma loja virtual, na qual pode activar planos, fazer carregamentos e activar novos números, segundo a sua directora de Tânia Alcobia.

A Angola Telecom, empresa de telefonia da rede fixa, mas que agora também passar a operar também no segmento móvel, está a apresentar nesta edição três novos produtos, que serão lançados nesta quinta-feira, como “fale e Navegue Mais”, “Ponto Multiponto”, “Data Center e o Sat-3”.

A Angola Telecom é uma empresa pública de telecomunicações e multimédia de Angola, fundada a 6 de Março de 1992, resultado da fusão das anteriores Empresas estatais ENATEL e EPTEL.

Também presente na Filda, está a empresa Net One, provedora de serviços de internet, que está a divulgar o modem “Muvon 2”, com dupla função (4g e wi maxi), e o serviço de “net center” e “softcenter”, sendo o primeiro um cyber que permite chamada telefónica e acesso à Internet Wi-Fi, enquanto o “softcenter”, uma incubadora de empresas, onde o cliente terá acesso à Internet, secretária, espaço para reuniões, entre outros.

A empresa de telecomunicações Multitel traz como novidade o serviço de fibra óptica, que oferece aos clientes uma largura de banda superior a 10 megas, um serviço sem limites de tráfego, com a particularidade Internet Provide (IP).

Também participam na FILDA 2018, a empresa de telefonia móvel Unitel e Zap (empresa que disponibiliza televisão por satélite, principalmente para países de língua portuguesa).

A 34ª edição, que conta com 372 expositores, um aumento de 125 expositores em relação a 2017, tem a participação de empresas de Angola (país Anfitrião), África do Sul, Espanha, Estados Unidos da América, Gana, Holanda, Índia, Itália, Macau, Portugal, reino Unido, Rússia e Suécia.

Fazem ainda parte Turquia, Uruguai, Japão e Moçambique que estão a expor numa área aproximada de três hectares.

Rússia e o Gana são os estreantes, enquanto o Brasil, tradicional participante, é o grande ausente desta edição, que decorrerá sob lema “Diversificar a Economia, Desenvolver o Sector Privado”.

Mantendo a tradição, Portugal continua a ser o maior expositor estrangeiro de sempre e desta vez vem com 25, contra 16 de 2017.

Numa promoção do Ministério da Economia, em parceria com a empresa Eventos Arena, na FILDA estão patentes produtos e serviços de vários sectores como do ambiente, energia e petróleos, agricultura, pecuária, bebidas, banca e seguros, comércio geral e construção. Incluem-se ainda as áreas da imobiliária, educação, formação e cultura, hotelaria e turismo, indústria transformadora e extractiva, logística e transportes, máquina e equipamentos, energia, telecomunicações, entre outras.

Em paralelo às exposições, a organização promove workshops e seminários, com destaque para a relativa à abordagem da nova legislação do Investimento Privado e ao Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »