- Publicidade-
InicioAngolaPolíticaPenitenciária do Cuanza Norte regista sobrelotação

Penitenciária do Cuanza Norte regista sobrelotação

Mais de quatrocentos reclusos estão internados na unidade prisional principal da província do Cuanza Norte, informou hoje, sexta-feira, na cidade de Ndalatando, o procurador-geral adjunto da República, João Simão Chapópia.

O referido estabelecimento tem capacidade para duzentos reclusos, segundo o acompanhante da Procuradoria-Geral da República no Cuanza Norte, João Simão Chapópia, que efectuou uma visita de trabalho de quatro dias à região.

O magistrado informou que registam-se níveis elevados de sobrelotação na unidade prisional, que causam vários transtornos na sua gestão funcional.

Por isso, defendeu a necessidade da construção, urgente, de uma nova unidade prisional.

À luz de concertações com o Ministério do Interior, explicou que, para atenuarem a situação, alguns reclusos são encaminhados para outras penitenciárias do país.

A população penal da província é constituída maioritariamente por jovens.

Por outro lado, o magistrado falou da necessidade do aumento do número de procuradores nos municípios de Cambambe, Ambaca e Golungo-Alto, sendo que no primeiro funcionam dois magistrados e os outros dois com um procurador cada.

A exiguidade de meios técnicos e de pessoal, para a realização de diligências, no quadro da tramitação processual, constam dos problemas que enfermam a PGR na província.

Durante a sua estada de quatro dias na província, o procurador manteve contacto com o governador provincial, com responsáveis dos distintos órgãos que intervêm na administração da justiça, entre outras acções. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.