- Publicidade-
InicioDestaquesPlanageo será concluído em 2020

Planageo será concluído em 2020

O Plano Nacional de Geologia (Planageo), cuja conclusão estava prevista para este ano, conhecerá o seu termo apenas em 2020, disse nesta terça-feira o ministro dos Recurso Minerais e Petróleo, Diamantino de Azevedo.

O ministro disse à imprensa, na província da Lunda Sul, que as dificuldades financeiras condicionaram a conclusão do levantamento geológico em curso no país desde 2014.

No final de uma visita efectuada às obras do futuro edifício regional do Instituto Geológico de Angola (IGEO), em Saurimo, Diamantino Azevedo informou que os prédios erguidos nas províncias de Luanda, Lunda Sul e Huíla, no âmbito do planageo, entrarão em funcionamento depois de se concluir o levantamento geológico.

Quanto ao edifício do IGEO de Saurimo, disse que o mesmo já está praticamente concluído. Neste momento estão a ser feitas obras de correcção de alguns erros de construção, que provocaram fissuras e infiltrações de água.

Avançou que depois da conclusão destas obras, previstas para o final do mês em curso, uma equipa estará montando os equipamentos dos laboratórios, que serão geridos por 30 técnicos, como cromatografia de iões, medidor de PH, microscópio para análise petrográfica, lupa binocular, difractómetro de raio X, balança electrónica e espectrómetro ultra violeta.

Serão igualmente montados entre outros equipamentos de fusão de amostras, laboratório de preparação de amostras e fluorescência de raio X.

Sublinhou que o ministério pretende que o IGEO de Saurimo sirva apenas para a indústria diamantífera, enquanto o do Lubango, para rochas ornamentais e águas subterrâneas.

Para tal, prosseguiu, o ministério está a envidar esforços no sentido de adquirir mais alguns equipamentos da indústria diamantífera e de rocha ornamentais.

O Planageo tem como objectivos a diversificação da exploração mineira, o aumento das receitas fiscais e patrimoniais do Estado provenientes do sector mineiro e o aumento considerável de postos de trabalho, com vista a combater a pobreza e a melhorar as condições de vida da população.

O ministro que trabalha na Lunda Sul desde as primeiras horas de terça-feira, esteve acompanhado do Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Endiama EP, Ganga Júnior, governador local, Ernesto Kiteculo, entre outras entidades.

A visita do ministro termina nesta quarta-feira e seguirá para a província da Lunda Norte com os mesmos objectivos. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.