- Publicidade-
InicioCulturaMúsicaKituxi e Seus Acompanhantes no palco do Centro Cultural Kilamba como homenageados

Kituxi e Seus Acompanhantes no palco do Centro Cultural Kilamba como homenageados

A homenagem a Kituxi e Seus Acompanhantes marcará a edição de Julho do programa Muzongué da Tradição a acontecer domingo, 8, no Centro Cultural e Recreativo Kilamba, em Luanda.

Para a homenagem a uma das principais referências da música tradicional angolana, a casa vai contar com as participações da Banda Movimento no acompanhamento instrumental dos músicos Augusto Chacaia, Mig e Puto Português.

De acordo com o responsável do espaço, Estêvão Costa, que avançou a informação nesta terça-feira à Angop, trata-se de uma iniciativa que visa trazer a público algumas memórias do que tem produzido ou se produziu no mercado da música tradicional, tendo sempre como referência o grupo Kituxi e Seus Acompanhantes.

Estêvão Costa adiantou que a homenagem, mais do que justa, serve igualmente para se prestar um tributo aos fazedores da música tradicional angolana, que tudo têm feito em prol da transmissão e da defesa dos valores da cultura tradicional.

Para o responsável, pelo valor que representa no mercado nacional, a música tradicional e os seus fazedores devem merecer uma atenção especial para que possa manter o seu estatuto e lugar no music hall nacional.

Historial do grupo

Fundado a 13 de Maio de 1980 por Miguel Rodolfo “Kituxi “, o grupo tem um repertório onde se destacam temas como “Mu Ilumba”, “Dingongenu dia Mona”, “Ngitabulé”, “Nza Mundelé”, “Santa Maria”, “Amba”, “Nzala” e outros que constam nos discos “Nguitambulé” (1984), “Dingongenu” (2001), “Kufikissa” (2009) e “Kene Kimoxi” (2016).

Com quatro obras discográficas publicadas, o grupo Kituxi é considerado como sendo o mais internacional de Angola, com actuações na Hungria, Zimbabwe, Suécia, Alemanha, Rússia, Jugoslávia, Noruega, Brasil, Bulgária e Portugal.

O grupo tem no seu elenco Inó Gonçalves (tambor solo), Zé Fininho (dikanza), Raúl Tolingas (tambor baixo), Nando Francisco (mukindu) e Jorge Mulumba (voz principal, hungu e puíta).

Fizeram parte da primeira formação: Chico Açucareiro, no mukindo, Inó Gonçalves, na ngoma solo, Antoninho Partoscornos, na ngoma base, Adãozinho, que substituiu Manuel Baptista Manuelito, na dikanza e na voz principal, hungu, kissanje e puíta.

O Muzongué da Tradição é um programa que teve o seu início em Fevereiro de 2007 e visa a promoção, divulgação e valorização da música angolana produzida nos anos 60, 70 e 80.

O agrupamento Jovens do Prenda e os artistas Zecax, Dom Caetano e Proletário foram os primeiros convidados. O programa acontece mensalmente no primeiro domingo de cada mês.

O evento faz parte da grelha de programas do Centro Recreativo e Cultural Kilamba, antigo Maria das Escrequenhas, que tem ainda “Farrar ao Antigamente” e “Show à Sexta-Feira”.

Reinaugurado em Dezembro de 2001 pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, depois de longos anos voltado ao abandono, o Kilamba se tem dedicado nos últimos anos a promoção e a valorização da música angolana dos anos 1950, 60 e 70. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.